Anatel divulga relatório com medições de internet fixa e móvel em todo o Brasil

Por Redação | 31 de Agosto de 2015 às 10h45
photo_camera Divulgação

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) revelou novos relatórios relacionado a qualidade da banda larga em todas as regiões do Brasil. O estudo foi realizado entre os meses de abril e julho de 2015 e incluem tanto dados de mensuração da banda larga fixa quanto de banda larga móvel.

Para análise da internet fixa nos diferentes estados brasileiros, foram utilizados voluntários inscritos no site Brasil Banda Larga. Quanto ao modelo de avaliação da internet móvel oferecida pelas operadoras, os dados foram colhidos de escolas atendidas por um projeto do governo por meio de aplicativos instalados em smartphones.

As medições de banda larga fixa foram divididas em velocidade instantânea, que verifica o upload e download no momento de utilização da rede; a velocidade média, resultante do cálculo entre medições de todo o mês; latência; variação de latência; perda de pacotes, que é a falha ou baixa qualidade na rede; e disponibilidade, que representa a estabilidade da conexão. Para a medição da banda larga móvel, foram considerados apenas a taxa de transmissão média e instantânea.

O estudo analisou todas as operadoras que fornecem serviços de banda larga no Brasil, incluindo NET, GVT, Oi, TIM, Claro, Vivo, Algar, Nextel e outras que atuam apenas em algumas regiões.

A Oi se destacou negativamente, com números abaixo da nota de corte especificada pela agência em medições de banda larga fixa e móvel. As taxas de velocidade instantânea, perda de pacotes e disponibilidade foram as que apresentaram os piores resultados da empresa no estudo.

GVT e NET apresentaram pontos a serem melhorados em algumas categorias em determinados estados brasileiros. Quanto a telefonia móvel, a diferença de desempenho entre as operadoras é menor do que no serviço fixo. TIM, Claro e Vivo possuem pequenas falhas em algumas regiões.

Medição Anatel em São Paulo

Medição de banda larga móvel em São Paulo

No estado de São Paulo, por exemplo, apenas Claro e Algar apresentaram resultados negativos na conexão móvel. A Claro não conseguiu alcançar a meta de 95% no quesito velocidade instantânea, enquanto a Algar obteve resultados abaixo da meta em velocidade instantânea e média.

Na conexão fixa em São Paulo, a Algar voltou a se destacar negativamente sendo "reprovada" em cinco dos seis aspectos analisados no estudo. A NET foi a única a alcançar todas as notas exigidas pela Anatel. As demais operadoras que atuam no estado precisam apresentar melhorias em alguns pontos, como perda de pacotes e disponibilidade.

Medição Anatel em São Paulo

Medição de banda larga fixa em São Paulo

Vale lembrar que a grande maioria das notas baixas atingidas pelas operadoras passam perto da nota de corte fixada pela entidade, o que permite que as operadoras possam trabalhar na melhoria dos serviços.

O estudo completo realizado pela Anatel referente a banda larga fixa e móvel de todos os estados brasileiros e categorizado mensalmente pode ser visto aqui.

Fonte: Anatel

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/brasil/85563-anatel-divulga-avaliacoes-operadoras-banda-larga-brasil.htm?utm_source=facebook.com&utm_medium=referral&utm_campaign=thumb

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!