A pedido das operadoras, Anatel adia ferramenta que acompanha uso da franquia

Por Redação | 09 de Outubro de 2015 às 11h47

As empresas de telefonia Vivo (Telefónica), Claro (Embratel) e Oi pediram que a Anatel adiasse o projeto de uma ferramenta que permite aos clientes acompanhar o consumo da sua franquia contratada, que seria uma das obrigações previstas no Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecom (RGC).

De acordo com o relator Rodrigo Zerbone, "as empresas alegam que no STFC, o serviço de voz, assim como, no caso da Vivo e da Oi, também nos serviços de voz pós-pagos, elas têm sistemas pré-existentes ao RGC que impossibilitam o cumprimento do prazo de 12 meses previsto originalmente".

Zerbone ainda comenta que o prazo original venceu no dia 10 de março deste ano, mas que a fiscalização da Anatel verificou que o problema é real. "Os fiscais confirmaram que a solução seria a completa substituição do legado por um novo sistema, com a necessidade de investimentos e tempo maior que o colocado no regulamento", afirma.

A Vivo também pediu o adiamento da data em que as lojas de atendimento possam atender todos os serviços e modalidades prestados naquela região pela empresa que, pela compra da GVT, acabou ganhando um prazo até o fim de novembro de 2016 para cumprir o ponto do RGC.

Fonte: Convergência Digital

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.