Tim aumenta receita, mas lucro é inferior ao mesmo período de 2012

Por Redação | 30.10.2013 às 10:39

A TIM anunciou, na última terça-feira (30), os seus resultados financeiros para o terceiro trimestre. Sua receita cresceu 7,6% no período e atingiu R$ 5,08 bilhões, ampliando significativamente seus números quando comparados com o mesmo período do ano anterior. Os valores, de acordo com a empresa, ficaram divididos em R$ 4,2 bilhões (aumento de 2,6%) para prestação de serviços, R$ 1,36 bilhão nas receitas de serviços de valor adicionado, incluindo dados (crescimento de 21,5%) e R$ 876 milhões em receita com aparelhos, crescimento de 40,9% em relação a 2012, detalhe que deixa evidente uma mudança na política de venda de aparelhos. As informações são do site Teletime.

O presidente da operadora, Rodrigo Abreu, ressaltou que hoje a TIM é responsável por 40% das vendas de smartphones dentro do segmento das operadoras móveis. No entanto, mesmo com o crescimento de receita, a empresa consolidou um lucro líquido 15,6% menor do que no mesmo período de 2012, alcançando a marca de R$ 315 milhões, enquanto a dívida líquida atingiu R$1,446 bilhão.

A TIM também conseguiu boa taxa de crescimento no uso de sua rede (8,4%), com seus clientes falando 150 minutos, em média. Porém, esse serviço teve uma queda na receita de 1,6% (R$ 18,60 por cliente). A base de usuários continua expandindo e a empresa alcançou 72,9 milhões de usuários. Ela detém o maior índice no segmento pós-pago, que agora representa um contingente de 11,9 milhões de pessoas, alcançando 16,4% do total de clientes da empresa. Isso tudo em conjunto com uma conquista de 29% do mercado de usuários 4G.

Fechando os números, a TIM também conquistou espaço no serviço de acesso residencial de banda larga. Com um total de 42,6 mil usuários no terceiro trimestre, contra 26,4 mil no segundo trimestre, a operadora afirma que, atualmente, trabalha com 48,5% do mercado nacional com velocidades acima de 34 Mbps.