Terceiro maior acionista da Telecom Italia é contra venda da TIM

Por Redação | 15.01.2014 às 16:35

Marco Fossati, o terceiro maior investidor da Telecom Italia, veio ao público criticar a possibilidade de venda da TIM para a redução da dívida acumulada pela companhia na Europa. Segundo ele, apesar de um negócio do tipo representar um aporte rápido de dinheiro, é preciso tomar cuidado, já que a operadora de telefonia apresenta oportunidades estratégicas que podem fazer com que a operação não compense.

Uma possível venda da TIM tem sido assunto constante de discussões entre os acionistas da Telecom Italia, que precisa acertar as contas e viabilizar uma série de investimentos na Europa. Para que a operação seja satisfatória, Fossati afirma que a operadora teria que ser vendida por, pelo menos, três vezes mais que o seu valor de mercado, que atualmente é de US$ 40 bilhões.

A afirmação é apoiada pela Bernstein, conforme citado pela agência Reuters, mas a consultoria apresenta valores menores. O total apontado por Fossati equivale a 17 vezes o lucro atual da TIM, mas de acordo com estudos, um total 7,5 vezes maior já criaria valor suficiente para os objetivos propostos pelo quadro de acionistas.

A possibilidade de venda também é parte de uma estratégia para se adequar às regulações antitruste, após a informação de que a Telefónica estaria disposta a adquirir novos papeis para obter 15% do controle da Telecom Italia. O aumento de influência da operadora espanhola, inclusive, é visto por Fossati como um problema, já que a empresa teria a opção de abrir mão da TIM para se encaixar nas normas.