Pesquisa: tarifa brasileira de celular é uma das mais caras do mundo

Por Redação | 25 de Novembro de 2014 às 14h22
photo_camera EBC

Se você costuma utilizar o seu celular com frequência para realizar ligações, é normal que tenha várias reclamações sobre o serviço. Uma delas é pela qualidade, já que as operadoras são muito inconstantes e provocam, inclusive, diversas ações por parte da Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel. Outro problema são os preços cobrados para que as ligações sejam estabelecidas.

É que o Brasil conta com uma das tarifas mais caras de todo o mundo para o minuto de ligações móveis. Essa situação foi constatada pela União Internacional de Telecomunicação (UIT) e contestada pela Sinditelebrasil no começo da semana.

Vamos aos detalhes e valores

Segundo os dados recolhidos pela UIT, em ligações entre celulares de uma mesma operadora, a média do preço do minuto fica em US$ 0,53. Essa marca é bem alta e perde apenas para a França, Grécia, Irlanda e Suíça (nestes países, a média vai de US$ 0,54 até R$ 0,60). Enquanto isso, em ligações entre empresas diferentes, esse valor cresce para US$ 0,55, novamente perdendo apenas para alguns países, como é o caso da Irlanda e Suíça (US$ 0,60 e US$ 0,65, respectivamente).

Apesar de essas informações serem um tanto quanto alarmantes, representantes da Sinditelebrasil (sindicato das operadoras brasileiras) afirmaram que a pesquisa apresenta um erro. O problema seria o fato de que o estudo leva em consideração apenas o teto máximo das tarifas autorizadas pela Anatel, não o valor realmente praticado. Com promoções para não ultrapassar esses limites, o preço médio cairia para R$ 0,15.

A Anatel também se pronunciou e afirmou que, em seus próprios estudos, o valor do minuto no Brasil cai para R$ 0,16 – ou seis centavos de dólar.

Ainda tem a internet...

Apesar de ter indicado altos preços na telefonia, a UIT aponta que a banda larga residencial brasileira é bem barata. O preço médio ficou em US$ 13,82 para o pacote de 1 Mbps - na China e na Colômbia, o valor é de mais de US$ 19. No entanto, alguns países apresentam médias ainda mais em conta, como é o caso da Rússia (US$ 6,28) e Cingapura (US$ 19,90 para 25 Mbps).

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.