Setor de telefonia é o maior alvo das tentativas de fraudes contra o consumidor

Por Redação | 07.05.2013 às 10:48

O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes mostrou que no primeiro trimestre de 2013 a maior parte das tentativas de fraude contra o consumidor brasileiro aconteceu no setor de telefonia (39%). De acordo com o relatório, a cada 15,3 segundos, um consumidor foi vítima de tentativa de roubo de identidade.

Nesses casos, que acontecem com o uso de documentos falsos ou roubados, os dados pessoais são utilizados pelos criminosos para conseguir crédito ou realizar negócios com a falsa identidade de outra pessoa. No caso do setor de telefonia, os golpistas compram aparelhos de telefone com esses documentos a fim de ter um endereço de correspondência para comprovar residência e, em seguida, abrir contas em bancos, obter cartões de crédito etc. No total, foram 195.894 casos de tentativas de fraude no setor de telefonia nos três primeiros meses de 2013.

O setor de serviços ficou em segundo lugar no ranking, com 154.005 casos (30% do total), enquanto o setor de bancos e financeiras, com 106.514 casos no período (21%), ficou em terceiro lugar. No total, houve um crescimento de 5,14% em relação ao primeiro trimestre de 2012, quando foram registradas 482.756 tentativas de fraude.

A Serasa Experian destaca que é comum as pessoas fornecerem seus dados pessoais em cadastros na internet sem verificar a idoneidade e a segurança dos sites. Porém, apesar disso, os consumidores que tiveram carteira de identidade e/ou CPF roubados ou furtados ainda são mais suscetíveis a esse tipo de golpe.

A empresa aproveitou a divulgação dos resultados para dar algumas dicas de cuidados simples que os consumidores podem adotar em seu dia a dia:

  • Não fornecer seus dados pessoais para pessoas estranhas;
  • Não fornecer ou confirmar suas informações pessoais ou número de documentos por telefone, cuidado com promoções ou pesquisas;
  • Não perder de vista seus documentos de identificação quando solicitados para protocolos de entrada em determinados ambientes ou quaisquer negócios;
  • Não informar os números dos seus documentos quando preencher cupons para participar de sorteios ou promoções de lojas;
  • Não fazer cadastros em sites que não sejam de confiança; cuidado com sites que anunciam oferta de emprego ou promoções. Fique atento às dicas de segurança da página, por exemplo, como a presença do cadeado de segurança.
  • Cuidado com dados pessoais nas redes sociais que podem ajudar os golpistas a se passar por você, usando informações pessoais, como por exemplo, signo, modelo de carro, time que torce, nome do cachorro etc;
  • Manter atualizado o antivírus do seu computador, diminuindo os riscos de ter seus dados pessoais roubados por arquivos espiões.