Procon libera relatório de reclamações; teles e bancos lideram o ranking

Por Redação | 18.03.2014 às 16:17 - atualizado em 18.03.2014 às 16:48
photo_camera HABRDA

Foto:HABRDA/Shutterstock

As unidades do Procon de vários Estados liberaram na segunda (17) as estatísticas de reclamações de usuários de 2013. E como não é surpresa, as operadoras de telefonia e os bancos lideraram as reclamações dos consumidores, de acordo com um levantamento divulgado nesta semana pelo Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria Estadual da Justiça e Defesa da Cidadania. Saiu no IDG Now.

Claro, Embratel e Net (América Móvil) foram as campeãs, com 2.246 reclamações, das quais 1.799 foram atendidas – o que deixou 447 sem atendimento. A Telefônica Vivo aparece em segundo lugar entre as operadoras, com 1.536 reclamações, sendo 1.033 atendidas e 503 não atendidas. Já a Oi aparece um pouco atrás, com 1.460 reclamações recebidas no período, com 1.150 atendimentos e 310 que não foram atendidas. Em seguida, vem a TIM, com 962 reclamações – 680 atendidas e 282 não atendidas.

Bancos como Itaú Unibanco, Bradesco e Santander também aparecem com um alto número de reclamações.

“Uma vez mais, os setores de telecomunicações e financeiro lideraram o ranking: 9 das 10 empresas ou grupos com maiores números de registros pertencem a esses segmentos”, destacou o Procon-SP no relatório.

No total, a lista traz 50 empresas a partir da análise de dados em 27 cidades do Estado de São Paulo.

Como destaques positivos do ranking, Paulo Arthur Góes, diretor-executivo do Procon-SP, citou o desempenho do grupo B2W (que envolve as empresas Americanas.com, Submarino, Shoptime, Sou Barato e Lojas Americanas) e Carrefour, que saíram do Top 10 das mais reclamadas. O primeiro caiu da 6ª para 33ª posição em 2013. E o segundo, da 8ª para 24ª.

No ranking de 2012, os 3 primeiros colocados foram os mesmos. A Claro teve 1259 reclamações, já o segundo colocado geral, o Itaú Unibanco, 1229. A Vivo teve 1010. Completaram o top 10 daquele ano, na sequência: Bradesco (1.046), BV (760), B2W (751), Oi (679), Carrefour (669), Santander (635) e TIM (630).

E em outros Estados a situação não é diferente. Na Paraíba, por exemplo, a Oi foi campeã, seguida pela TIM. No Maranhão, Oi, Bradesco, Banco do Brasil e Claro estão entre as 10 primeiras.