Pela primeira vez na história, número de mensagens SMS enviadas nos EUA cai

Por Redação | 13 de Novembro de 2012 às 12h01

As pessoas realmente aderiram às mensagens de texto como uma alternativa às ligações. Além de serem mais práticas, rápidas e diretas, alguns planos oferecem um baixo custo para esse tipo de serviço. Mas parece que as operadoras de telefonia já não estão lucrando tanto assim com os famosos SMS.

De acordo com um estudo realizado pela Chetan Sharma Consulting a respeito do mercado mobile, no terceiro trimestre de 2012 o tráfego de mensagens de texto caiu junto com as receitas dessas empresas, pelo menos nos Estados Unidos.

Mas se pensarmos em um cenário global, a situação não deve ser muito diferente. A empresa de pesquisa de mercado móvel diz que "a queda se deve principalmente ao aumento das mensagens de IP e as operadoras têm sido lentas para evoluir suas estratégias no segmento."

Aplicativos como o WhatsApp, o iMessage e outros do gênero se popularizam mais e mais a cada dia, deixando o serviço de texto das operadoras de lado. O relatório diz ainda que o crescimento da receita gerada pelo tráfego de dados móveis pode desacelerar em até 80% no próximo ano (depois de duplicar nos últimos cinco anos). Isso não quer dizer que as pessoas usarão menos dados - pelo contrário: o relatório afirma que a cobrança por esse serviço será cada vez menor, diminuindo as margens de lucros das empresas.

A maioria dos usuários de smartphones consome cerca de 900MB por mês de dados, e a "receita média global por usuário caiu cerca de US$ 0,15 durante o terceiro trimestre", afirma o estudo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.