Operadoras irão prestar contas sobre melhorias em seus serviços a cada 60 dias

Por Redação | 31 de Maio de 2013 às 15h49

As operadoras de telefonia aceitaram e se comprometeram a prestar contas de seus investimentos em melhorias nos serviços à Câmara dos Deputados a cada 60 dias. O governo estava pressionando as empresas pela aplicação de melhorias no setor sob a ameaça da criação de comissões parlamentares de inquérito (CPIs). As informações são da Agência Brasil.

Durante o debate conjunto das comissões de Fiscalização Financeira e Controle e de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra), representantes das operadoras e da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) tentaram minimizar as críticas sobre a qualidade dos serviços prestados e aproveitaram a ocasião para reclamar sobre as leis que impedem a instalação de novas antenas.

O deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), presidente da Cindra, afirmou que um novo grupo composto por deputados, operadoras, Anatel e governo será criado para analisar possíveis melhorias no mercado, bem como estudar a diminuição da carga tributária. "Tomamos a decisão de criar um grupo de trabalho para fazer uma revisão na legislação para tentar resolver os grandes problemas que impedem o avanço do setor", explicou.

A Anatel e as operadoras reforçaram que os serviços estão apresentando melhoras significativas, principalmente, após a fiscalização mais rígida do órgão e a aplicação de multas.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.