Anatel: operadoras de telefonia móvel não cumpriram metas estabelecidas em 2012

Por Redação | 06 de Fevereiro de 2013 às 17h57

Passados cinco meses após as principais operadoras de telefonia do Brasil apresentarem planos de melhoria em relação à prestação de seus serviços para a Anatel, a Agência anunciou que elas não conseguiram cumprir as metas de acesso à internet estabelecidas em agosto de 2012.

Durante dois anos a Anatel irá avaliar o trabalho dessas empresas, fazendo um relatório trimestral em relação aos planos de melhorias apresentados por elas no ano passado. Na primeira avaliação, as quatro principais operadoras (Claro, Oi, Tim e Vivo) apresentaram resultados semelhantes: conseguiram cumprir as metas estabelecidas em relação à rede de voz, diminuíram a queda de chamadas e interrupção da conexão, mas ficaram abaixo do estimado em relação ao acesso à internet.

Em relação aos investimentos em melhorias, também previstos nos planos apresentados, entre os meses de agosto e outubro houve um aumento de 14,5%, o que os fez passar de R$ 26,6 bilhões para R$ 30,46 bilhões. A Claro apresentou o maior aumento de investimento - 43,9% -, passando de R$ 5,74 bilhões para R$ 8,26 bilhões. Já a Tim ampliou em 16,35% seus investimentos em melhoria, chegando à marca de R$ 9,52 bilhões. Por outro lado, a Oi e a Vivo não aumentaram o valor investido, que foi de R$ 5,48 bilhões e R$ 7,15 bilhões, respectivamente.

Ano passado, as principais operadoras de telefonia do país caíram nas garras da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) depois de exceder o número de reclamações aceitáveis em relação à qualidade dos serviços prestados à população. Oi, Tim e Claro chegaram a ter suas vendas de novas linhas suspensas durante determinado período, e as operadoras (incluindo Vivo, CTBC e Sercomtel) tiveram que apresentar planos de melhoria para a Anatel.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.