Oi também colocará fim à "velocidade reduzida" a partir de dezembro

Por Redação | 10.11.2014 às 08:00
photo_camera Divulgação

Os serviços de telefonia e internet móvel no Brasil estão prestes a passar por uma verdadeira revolução. O movimento todo foi iniciado com a Vivo nesta semana, que pôs fim a chamada "velocidade reduzida" de navegação e, a partir de agora, obriga clientes do Rio Grande do Sul e Minas Gerais a contratarem um pacote de dados adicional caso queiram continuar navegando normalmente após o fim da franquia do plano.

Agora chegou a vez da Oi mostrar aos seus clientes mudanças nos planos pré-pagos de internet móvel. Seguindo os passos da Vivo, a companhia também encerrou os planos ilimitados dos pacotes de dados, acabando com a liberdade dos consumidores que, mesmo com uma velocidade reduzida, continuavam utilizando a internet em seus aparelhos.

Apesar de contar com um plano parecido com o que foi estabelecido recentemente pela Vivo, a Oi estabeleceu algumas diferenças em relação às restrições impostas. Por exemplo, no caso de um usuário exceder a quantidade de dados permitida, ele não terá seu acesso encerrado no mesmo instante. Ao invés disso, a operadora irá reduzir a velocidade até a meia noite do mesmo dia. Quando um novo dia começar, a internet será cortada e o usuário terá que pagar para renovar o plano. Nesse caso, quem usa o pacote diário não tem a conexão cortada, pois a velocidade volta ao normal no próximo dia de uso.

O pacote pré-pago diário da Oi, com limite de 5 MB, custa 60 centavos o dia. O maior pacote da empresa, por outro lado, tem um custo de R$ 9,90 e limita o usuário a gastar 100 MB no mês inteiro.

Estima-se que a mudança no plano de internet da Oi, que entra em vigor no mês de dezembro, seja adotada por todas as operadoras em um futuro próximo.