Oi diz estar negociando venda da PT Portugal à europeia Altice

Por Redação | 01 de Dezembro de 2014 às 11h21
photo_camera Divulgação

A Oi confirmou nesta segunda-feira (01) que fechou um contrato de negociação exclusiva com a operadora de telefonia Altice para a venda da Portugal Telecom. Segundo a Reuters, a expectativa é que o negócio inclua um pagamento adicional de 500 milhões de euros à Oi, que depende de metas a serem alcançadas pela operação doméstica atualmente sob o controle da PT Portugal, e totaliza 7,4 bilhões de euros.

Para finalizar a aquisição e completar a diligência contábil, ambos os lados deverão levar até três semanas. O grupo Altice venceu uma oferta rival dos fundos de private equity Apax e Bain. Com a aquisição, o grupo luxemburguês adicionará um novo país ao seu portfólio de empresas de serviços móveis e a cabo, visto que as operações já existem na França, Israel e República Dominicana.

A Altice já controla duas empresas a cabo de pequeno porte em Portugal e, com a compra da PT Portugal, o grupo se posicionará entre Vodafone e Optimus na corrida pela liderança do mercado no país. No Brasil, as vendas dos ativos portugueses da Oi pode fazer com que a empresa se firme ainda mais como a maior provedora de telefonia fixa no país e melhorar o desempenho frente à concorrência saindo da terceira colocação na telefonia móvel.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O movimento também marca o fim da possibilidade de fusão entre Oi e Portugal Telecom, que foi fortemente afetada depois que a empresa portuguesa perdeu milhões de euros no escândalo bancário da família Espírito Santos no país.

Em relação a oferta feita à PT Portugal, a companhia vai usar caixa e novas dívidas para financiar a oferta. Já a Oi está trabalhando para juntar rivais a fim de comprar e repartir a TIM Participações, a segunda maior operadora móvel do país. No entanto, a operadora brasileira precisa vender alguns ativos para reduzir o peso da sua dívida, que atualmente é de cerca de R$ 46 bilhões. Assim, a empresa irá ganhar força financeira para participar da oferta pela TIM, que é controlada pelo grupo Telecom Italia.

No mês passado, a Reuters apurou que Oi, Telefónica e América Móvel, as duas últimas controladoras da Vivo e Claro, respectivamente, irão fazer uma oferta de R$ 32 bilhões pela TIM para depois dividir o negócio entre elas. Alguns analistas e profissionais do mercado financeiro afirmam que a oferta poderá ser apresentada dias após a confirmação do acordo envolvendo a Portugal Telecom.

De acordo com a Oi, os investimentos da PT Portugal na Africatel e Timor Telecom, o endividamento da PT Portugal e os investimentos na Rio Forte Investments não fazem parte da proposta da Altice.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.