TIM e Vivo despencam em banda larga móvel

Por Redação | 22 de Outubro de 2012 às 15h51

Este ano, a TIM adotou uma estratégia fortíssima para o mercado de smartphones e já está na segunda posição do ranking nacional, atrás apenas da Claro. Em compensação, no setor de terminais de dados, que compreende os modems 3G e os chips para M2M (Machine to Machine, ou comunicação máquina-a-máquina), a operadora praticamente iniciou um movimento de queda livre no ranking nacional.

Mobile Modem

Modem 3G

De acordo com dados do portal Teleco, em dezembro de 2011, a TIM possuía 30,3% do market share. Porém, no final de setembro deste ano, registrou uma parcela de apenas 16,32%. Os meses de agosto e setembro, principalmente, registraram forte queda na venda dos modems 3G da empresa.

Não foi só a TIM que registrou quedas acentuadas em participação. A Vivo, que detinha 43,93% do mercado e era a primeira colocada no ranking nacional em dezembro de 2011, também enfrenta grande queda, ficando no final do terceiro trimestre de 2012 com uma fatia de 32,43% do mercado.

Em compensação, a Claro aproveitou a queda das duas concorrentes e conquistou a primeira posição. Os números, que em dezembro do ano passado somavam 20,14% do mercado, subiram para 37,95% ao final de setembro de 2012.

Já a Oi está em posição desfavorável em relação às concorrentes, mas registrou um crescimento de 5,92%, em dezembro de 2011, para 12,90%, no fim do terceiro trimestre de 2012.

Tratando-se de quantidade de modems 3G, a Vivo lidera o ranking nacional, com 3,095 milhões de aparelhos ativos. Em segundo lugar, fica a Claro, com 1,897 milhão. Em terceiro, a Tim, com 835 mil, seguida pela Oi, com 661 mil.

Em relação aos chips M2M, a Claro continua na liderança, compreendendo 2,991 milhões de unidades, seguida pela TIM, com 1,243 milhão. Em terceiro lugar, a Vivo soma 1,033 milhão de chips M2M e, em quarto, a Oi permanece na 'lanterna' com apenas 981 mil.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.