No Brasil, preço médio do minuto do celular cai 17% em um ano

Por Redação | 10 de Setembro de 2013 às 19h29

A Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) divulgou dados que revelam que o preço médio do minuto da telefonia celular no Brasil caiu 17% no segundo trimestre de 2013 em relação ao mesmo período do ano passado: de R$ 0,18 em junho de 2012 para R$ 0,15 em junho deste ano (R$ 0,11, sem impostos).

O acesso mais barato levou a um aumento do índice que mede o tempo médio mensal de uso do celular por usuário (MOU na sigla em inglês), que subiu 13% na comparação anual, passando de 117 minutos para 132 minutos. A análise desses mesmos dados nos últimos seis anos apontam um aumento ainda maior no tempo médio de uso do celular, chegando a 61%, enquanto a queda no preço do minuto no mesmo período foi de 62%.

Preço_medio_do_minuto_do_celular

Preço_medio_do_minuto_do_celular

Preço_medio_do_minuto_do_celular

"A telefonia móvel e especialmente a banda larga pelo celular já se revelaram como meio essencial para a inclusão digital e social da população. Nesse sentido, a Telebrasil entende que uma maior redução dos preços e num ritmo mais acelerado deve ser incentivada com medidas que reduzam a carga tributária sobre os serviços e que estimulem sua massificação. A Telebrasil entende também ser essencial a alteração de legislações municipais que dificultam a ampliação da infraestrutura e a prestação de serviços com qualidade e cobertura adequada de sinais", diz a Telebrasil.

A competitividade entre as operadoras de telefonia móvel está cada vez maior, com as maiores empresas do setor tentando abocanhar a maior parte dos 267 milhões de celulares em uso no país. Para ilustrar o tamanho dessa concorrência, a Telebrasil cita ainda o Índice de Herfindahl-Hirschman (IHH), que avalia o grau de concentração de um segmento, e disse que o mercado brasileiro de telefonia móvel é um dos mais competitivos do mundo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.