Governo não aceitará interferência no 4G na faixa dos 700 MHz

Por Redação | 15 de Outubro de 2013 às 16h25

Segundo o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o governo federal terá a preocupação em garantir que não exista interferência de sinal na faixa de 700 MHz entre emissoras de TV e internet móvel 4G.

"Claro que não pode haver interferência [no sinal das TVs]. Nesse ponto, é uma pressão que eles [Abert] fazem, com a qual nós concordamos. Não pode ter interferência porque isso viraria um aspecto muito negativo desse processo", disse o ministro. "Vamos ter todos esses cuidados. Mas a ideia é manter o calendário e o leilão no ano que vem", finalizou.

Atualmente, a faixa dos 700 MHz é utilizada por emissoras privadas e públicas da TV aberta, em sinal analógico. Estas emissoras (canais entre 52 a 69) terão que desocupar o espectro, tornado seus sinais digitais, para que então ele seja licitado e leiloado para operadoras, destinando-o à internet móvel 4G. A intenção é que o leilão da faixa dos 700 MHz seja realizado no primeiro semestre de 2014.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

Por enquanto, as redes 4G no Brasil utilizam a faixa dos 2,5 GHz. A faixa dos 700 MHz, no entanto, devem permitir que área mais distantes sejam cobertas, incluindo área rurais.

O uso da faixa, entretanto, vem sendo questionado há um bom tempo. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, Daniel Silviero, estudos feitos no Japão, que também utiliza a faixa dos 700 MHz, mostram que é necessário o uso de filtros, tanto em aparelhos de TV Digital (conversores) quanto em celulares, para que não ocorra a interferência. Os gastos com estes filtros podem chegar à soma de 3 bilhões de dólares.

Apesar das afirmações de Paulo Bernardo, o governo ainda não mostrou quais serão as soluções usadas para combater os problemas de interferência.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.