Governo chinês afirma que o país já possui mais de 1 bilhão de usuários móveis

Por Redação | 26 de Dezembro de 2012 às 13h20
photo_camera Anid

O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação (MIIT) da China divulgou nesta semana os resultados do seu último levantamento sobre internet e telefonia no país, afirmando que, hoje, são mais de 1,104 bilhão de usuários móveis espalhados por seu território.

O país apresentou um aumento de 118 milhões de pessoas em sua base de usuários móveis nos onze primeiros meses de 2012 - a pesquisa foi finalizada em novembro deste ano. Esse número indica que 82% da população chinesa utiliza algum aparelho móvel ou celular.

A pesquisa também mostrou que o número de usuários da internet móvel da terceira geração (3G) chegou a 220 milhões ao longo deste ano, ou seja, 20% do total de usuários móveis do país asiático. Os usuários da internet banda larga aumentaram cerca de 24 milhões nos primeiros onze meses de 2012, enquanto os usuários de internet móvel (EDGE) aumentaram de 111 milhões para 750 milhões. De janeiro a novembro de 2012, a receita de comunicação móvel na China totalizou US$ 116,2 bilhões (R$ 238 bilhões), apresentando aumento de 11% em relação à receita adquirida no mesmo período do ano anterior.

Especialistas acreditam que o rápido crescimento no número de usuários móveis na China fará com que o país ultrapasse a base de smartphones habilitados (Android e iOS) nos Estados Unidos já no próximo ano. Atualmente, a China possui 167 milhões de dispositivos móveis iOS e Android, contra os 181 milhões de aparelhos habilitados nos Estados Unidos.

Usuário móvel China

Reprodução: Anid

Durante o terceiro trimestre fiscal de 2012, a China passou os Estados Unidos no número de smartphones vendidos pela primeira vez, com base nas análises da Strategy Analytics. No período, foram vendidas 24 milhões de unidades de celulares inteligentes na China e 23 milhões nos EUA.

E ainda para 2013, espera-se que a produtora local de hardware Lenovo supere a Samsung em número de smartphones vendidos na China. Além da Lenovo, analistas acreditam que a Xiaomi Tech, conhecida como a Apple chinesa, também deverá crescer muito ao longo dos próximos doze meses.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.