Falta de antenas 4G pode ser um problema na Copa de 2014

Por Redação | 26 de Setembro de 2012 às 10h35

Um problema que já enfrentamos com o sinal dos aparelhos celulares também vai atrapalhar o caminho do 4G no Brasil: a falta de antenas. A principal preocupação das operadoras de telefonia do país é a Copa de 2014, pois nessa época, a demanda pelo serviço vai aumentar consideravelmente com a chegada dos visitantes internacionais.

Em 2013 já teremos a Copa das Confederações aqui no Brasil, e as operadoras terão que oferecer os serviços de 4G em todas as cidades que vão sediar jogos. Em julho, as quatro maiores operadoras de telefonia do país - TIM, Oi, Vivo e Claro - venceram a licitação pelas licenças para operar na frequência destinada ao 4G no país.

Quem trouxe essa informação foi a agência de notícias Reuters, que ouviu o "desabafo" dos executivos da Vivo e da TIM durante um evento na Fiesp.

"Essa é uma das grandes preocupações que temos com 4G. O problema não é algo que vai se manifestar em 2013, mas já para dezembro do mesmo ano, começa a preocupar um pouco a disponibilidade e novos sites (de antenas)", afirmou o presidente da Telefônica Vivo, Antonio Carlos Valente.

O diretor de Inovação Técnica da TIM, Janilson Bezerra da Silva Junior, concorda que a maior preocupação não está no próximo ano, mas principalmente nas diversas legislações municipais que podem burocratizar as instalações.

O setor de telefonia acredita que seja necessário triplicar o número de antenas que existem atualmente, e, para isso, o governo está tentando diminuir os entraves do processo.

Antena 4G
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.