Está valendo: chamada de telefone interrompida passa a ser cobrada como única

Por Redação | 28.02.2013 às 11:13

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) afirmou que a regra que determina que ligações de celular sucessivas para o mesmo número não devem gerar nova cobrança, e sim contar como a mesma chamada, começou a valer nesta quarta-feira (27). O órgão havia determinado o procedimento em novembro do ano passado.

Com a nova regra, as operadoras não poderão cobrar por nova ligação, seja para um celular ou fixo, se a ligação for refeita devido a quedas na rede, falhas no celular ou porque o usuário simplesmente esqueceu de falar algo mais. No entanto, a agência determina que as operadoras não cobrem a ligação refeita para o mesmo número de telefone em menos de dois minutos, passado esse tempo ela será cobrada como outra chamada.

A agência também determinou que mesmo os clientes que pagam um valor fixo para cada ligação efetuada em seu plano de telefonia móvel terão chamadas sucessivas cobradas apenas uma vez. Já os clientes que pagam por tempo de ligação devem ter o tempo de todas as chamadas para o mesmo número computadas e cobradas apenas uma vez pela operadora.

Em novembro do ano passado, a Anatel determinou as novas regras depois de uma investigação e da acusação de que a operadora TIM derrubava o sinal durante ligações dos usuários assinantes do plano TIM Infinity, que cobra por chamada efetuada e não por minuto de ligação, forçando os clientes a realizarem novas ligações. Com base nesse incidente, a Anatel determinou que todas as operadoras móveis deveriam apresentar planos de melhorias em redes, infraestrutura e atendimento aos clientes.