Com medo de sobrecarga na rede, Anatel suspende nova promoção da TIM

Por Redação | 16.11.2012 às 12:41
photo_camera Shopping Curitiba

A TIM ainda continua na mira da Anatel. Dessa vez, a Agência Nacional de Telecomunicações resolveu suspender uma nova promoção da operadora de telefonia. A oferta, chamada Infinity Day, foi lançada no último domingo (11).

A decisão da suspensão foi tomada devido ao fato da Anatel não ter sido informada a respeito da promoção - o correto seria o envio de toda a documentação técnica referente à proposta de oferta. Outro motivo seria o medo de sobrecarga na rede de telefonia móvel do país.

O pacote do Infinity Day oferecia aos clientes da TIM ligações ilimitadas para números da operadora com o mesmo DDD por R$ 0,50 por dia. A oferta abrangia 19 cidades em cerca de cinco estados brasileiros.

A decisão foi publicada no Diário Oficial hoje (16). No texto a Anatel explica que a TIM tem até 30 dias, a contar de hoje, para "apresentar um estudo complementar, ajustes ao Plano, a serem analisados pela Anatel, com dados objetivos capazes de demonstrar se a capacidade de suas redes é adequada à promoção Infinity Day."

Por meio de uma nota a TIM se defendeu dizendo que "foram transmitidas para a agência todos os detalhes técnicos e mercadológicos da iniciativa, que é limitada a 19 cidades para oportuna analise conforme regulamentação em vigor". Além disso, a operadora alega que o Plano de Melhoria aprovado pela Anatel em agosto já previa o desenvolvimento da promoção.

A empresa afirma que não existe qualquer potencial de instabilidade da rede, e que o Infinity Day já teve uma área de testes no Rio Grande do Sul sem causar qualquer problema. A diretoria da TIM alega estar preparada para uma reunião de esclarecimento em Brasília.

Essa não é a primeira vez no ano que a operadora sofre intervenção da Anatel. Em julho, a TIM, a Claro e a Oi foram proibidas pela Agência de vender novas linhas de celulares. O motivo era o aumento no número de reclamações obtidas pelo órgão sobre a falta de qualidade dos serviços prestados pelas operadoras.

As vendas só foram liberadas novamente mediante a apresentação de um plano de melhorias de seus serviços. A operadora também foi acusada de derrubar propositalmente o sinal dos celulares de seus clientes do plano Infinity, assim uma nova tarifa seria cobrada. Porém, por meio de um relatório, a TIM alegou que a informação não era verdadeira.