Claro e Vivo recebem aval para compartilhar infraestrutura de redes

Por Redação | 10 de Maio de 2013 às 14h56

As operadoras de telefonia Claro e Vivo poderão compartilhar a infraestrutura de redes 2G, 3G e 4G no Brasil sem maiores problemas. Isso porque o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou o pedido das empresas sem restrições.

O órgão é responsável pela análise e avaliação de operações que podem causar problemas para a economia do país, principalmente no que diz respeito à concorrência. A decisão do Cade foi publicada nesta sexta-feira (10) no Diário Oficial da União (DOU).

O acordo visa "ao compartilhamento de parte dos respectivos meios transmissão e infraestrutura existentes e, se necessário, ao desenvolvimento e investimento futuro na expansão dos mencionados meios de transmissão e itens de infraestrutura" entre as duas operadoras.

A ideia do compartilhamento é reduzir os custos de investimento, operação e manutenção nas redes, além de tentar melhorar a oferta dos serviços e cumprir as regras estipuladas pela Anatel em relação à qualidade e abrangência de cobertura, principalmente no que diz respeito à implantação dos serviços 4G.

Recentemente, as operadoras Oi e Tim também receberam o aval do Cade para compartilhar antenas e otimizar os investimentos em infraestrutura. Porém, o contrato dessas operadoras é diferente do acordo firmado entre a Claro e a Vivo; Oi e Tim podem compartilhar apenas estruturas para rede 4G.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.