Brasil melhora em índice que mede o acesso à internet e telefonia

Por Redação | 07 de Outubro de 2013 às 17h00
photo_camera Doc Management

A União Internacional de Telecomunicações (UIT) publicou o seu estudo anual "Medindo a Sociedade da Informação", baseado em dados de 2012, em que mostra a evolução do Brasil e de outros 157 países do estudo nas chamadas TICs (sigla de "tecnologias de informação e comunicação").

Felizmente, o Brasil mostrou melhorias no nível de desenvolvimento da sociedade da informação. Com índice de 5,00, o Brasil ficou em 62º lugar no ranking do estudo. No ano anterior, o índice era de 4,59, colocando o país entre os 10 que mais avançaram no período.

O ranking é liderado pela Coréia do Sul, com um índice de 8,57. A Coréia é seguida pela Suécia, Islândia, Dinamarca, Finlândia, Noruega e Países Baixos. Os países que mais evoluíram no último ano foram Emirados Árabes Unidos, Líbano, Barbados, Seychelles e Bielorrússia.

Sobre o Brasil, o relatório revela que a penetração da banda larga móvel aumentou de 22% em 2011 para 37% em 2012, com 88% da população coberta pelo 3G. O número de residências com computador, segundo o estudo, subiu de 45% para 50%. Os domicílios com acesso à internet foram de 38% para 45% ao final de 2012.

Preço no Brasil é alto

A pesquisa também revelou um dado que não é segredo para os brasileiros: o preço da telecomunicação no país é alto.

Para dar número à constatação, o relatório fez uma avaliação composto pelos preços de telefonia fixa, móvel e banda larga fixa, em relação ao Produto Nacional Bruto per capita (PNB per capita). Assim, ele conseguiu avaliar o quanto estes serviços são caros proporcionalmente, relativos ao poder de consumo da população.

Nesse quesito, o Brasil ficou bem mais abaixo no ranking, em 93º, entre os 161 países listados. O ranking foi liderado por Macau [China, Catar e Hong Kong (China)], onde os usuários gastam apenas 0,2%, 0,4% e 0,4% de suas rendas com serviços de telefonia móvel e fixa, respectivamente. No Brasil, o cidadão gasta 4% de sua renda.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!