Boa nova: cancelamento de telefone e TV pela internet pode ser realidade em 2014

Por Redação | 10 de Outubro de 2013 às 15h15

Imagine um mundo onde você não precise passar pelo Call Center e ficar por horas "pingando" de atendente em atendente para conseguir cancelar sua conta de telefone, plano de internet ou de TV a cabo. Este é um sonho que ficou mais perto de se concretizar.

A Anatel deve aprovar, até o dia 15 de novembro, um novo regulamento no qual constará a regra de que o processo de cancelamento de contratos de telefonia, internet e TV por assinatura passará a ser automático, sem a necessidade de falar com os funcionários da central de atendimento.

O processo deve se tornar bem mais simples. Basta ir até o site de sua provedora ou operadora e cancelar o serviço em alguns poucos cliques. Se preferir por telefone, basta pressionar alguns números para também fazer isso automaticamente, sem a intervenção dos atendentes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas nem tudo são flores. Segundo João Rezende, presidente da Anatel, há em discussão a proposta de que a empresa terá um prazo de 48 horas para tentar reconquistar o cliente. Isso significa que ela poderá ligar para você oferecendo uma contraproposta – ou apenas te irritando, mesmo.

A Anatel também tem outra proposta que provavelmente não vai deixar as operadoras muito contentes, se aprovada. A ideia é repassar seus custos de call center – cerca de R$ 20 milhões anuais – para as empresas do setor. Em outras palavras, as próprias operadoras pagariam por aqueles casos que só se resolvem quando você liga na Anatel para cobrar uma postura.

A Anatel quer que essas empresas paguem entre R$ 10 milhões e R$ 12 milhões por isso. A justificativa é que 60% das chamadas recebidas no call center da Anatel são de reclamações de clientes de empresas de telecomunicação.

As novas regras devem começar a valer em até 90 dias após a sua divulgação, ou seja, apenas no começo do ano que vem. Estamos esperançosos.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.