Avaliação dos usuários sobre os serviços das teles piora muito em uma década

Por Redação | 07 de Maio de 2013 às 13h21

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) divulgou os resultados do seu índice de satisfação do cliente para o ano de 2012 e registrou uma piora na avaliação dos consumidores sobre os serviços prestados pelas teles em comparação ao último levantamento realizado em 2002. As informações são da Agência Brasil.

Com base nos dados de 2012, a nota dada pelos clientes para os serviços de telefonia móvel pós-paga foi de 53,7 (0 equivalente a muito insatifeito e 100 para muito satisfeito), redução em comparação à nota 71,4 registrada em 2002. Já para o serviço de telefonia pré-paga, os clientes deram a nota 60 e no levantamento anterior, essa média foi de 77,5. Para o órgão, a nota 62,5 já indica que os consumidores estão satisfeitos com o serviço prestado.

A telefonia fixa residencial registrou nota de 58,9 em 2012 contra o 72,1 de 2002, enquanto a telefonia fixa não-residencial recebeu avaliação de 60, abaixo da nota registrada na última pesquisa realizada há dez anos de 77,5. O levantamento avaliou a satisfação dos consumidores com a telefonia pública (orelhões) e o quesito foi o pior avaliado, com nota de 19,4 bem abaixo dos 44,6 pontos registrados em 2002.

Ao contrário da telefonia pública, o serviço de TV por assinatura via satélite foi um dos que recebeu melhor avaliação no período, com nota 72,2 - melhor do que a nota do último levantamento (71,6). E o serviço de TV por assinatura via rádio teve nota de 60,7, abaixo da nota 72 de 2002, enquanto a TV por assinatura via cabo foi avaliada com nota de 56,5, registrando queda na satisfação em comparação à nota 68,2 de 2002.

O estudo também questionou os consumidores sobre a sua satisfação com o atendimento das empresas de telecomunicações, mas a Anatel ainda não forneceu o comparativo com a pesquisa realizada em 2002. Em 2012, na telefonia celular pós-paga a empresa melhor avaliada foi a Sercomtel (61,1) e a pior foi a TIM (49,8). Na telefonia pré-paga, a Sercomtel continuou com a melhor avaliação com nota de 63,8, ante a pior nota registrada pela TIM de 58,6.

Na telefonia fixa residencial, a GVT obteve a melhor nota em 2012, de 67,1, enquanto a Telefônica registrou o pior índice, de 55,4. Já na telefonia fixa não residencial, a Sercomtel levou mais uma vez a melhor nota (65,8) e a Oi ficou com a pior avaliação nesse ramo (59). No quesito telefonia pública, a Sercomtel recebeu a melhor nota (49,5) e a Embratel fechou o período com a pior avaliação, de 33,8.

E nos serviços de TV por assinatura via satélite, a NossaTV ficou com a maior nota (75,89) e a CTBC registrou a pior avaliação (67,02). Na TV por assinatura via rádio, a GVT ficou com a melhor nota (68,66) e a FlexTV NorTV obeteve a nota mais baixa (55,15). Para finalizar, na TV por assinatura via cabo, a Jangadeiro fechou 2012 com a melhor avaliação (60,42) e a pior nota (49,75) ficou com a TV Nordeste.

Avaliação dos resultados pela Anatel

Roberto Pinto Martins, superintendente de Controle de Obrigações da Anatel, acredita que o resultado do índice de satisfação do consumidor mostra que as empresas de telecomunicações ficaram muito aquém do esperado no quesito qualidade de seus serviços para os consumidores e que, para uma análise melhor, será necessária a publicação completa da pesquisa, que acontecerá em breve.

"O que a pesquisa aparentemente está mostrando é que o usuário ficou mais exigente e as empresas não acompanharam as exigências dos clientes. Talvez os usuários tenham andado mais do que as empresas. As empresas ficaram paradas e os usuários exigentes. A consequência disso é que o usuário está achando o serviço mais deficiente do que em 2002", afirmou Martins.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.