Após queda das ações da Oi, papéis da Portugal Telecom operam em baixa de 10%

Por Redação | 19 de Janeiro de 2015 às 12h30

A incerteza do mercado levou as ações da Portugal Telecom SGPS a terem uma queda de 10% na manhã desta segunda-feira (19), atingindo uma mínima histórica. A queda teve início na última sexta-feira (16) quando a brasileira Oi também viu suas ações despencarem. As empresas, que estão em processo de fusão, estão com o destino incerto devido a uma Assembleia Geral (AG) que decidirá o destino do negócio e que deve ser realizada na quinta-feira (22), informa a Reuters.

Para o analista da Fincor, Albino Oliveira, a queda das ações de uma das empresas invariavelmente atinge a outra. “Por um lado, a Oi fechou em queda de mais de 7 por cento na sexta-feira. É importante lembrar que a PT SGPS é essencialmente um veículo da Oi”, afirmou.

A Portugal Telecom é a maior detentora de ações ordinárias da Oi, com 25,6% do capital da empresa. Por esse motivo, analistas veem como natural a queda das ações da PT SGPS após a queda de 7,75% do valor dos papéis da telecom brasileira.

“As notícias continuam no mesmo ritmo. O debate na imprensa é sobre a possibilidade da fusão entre a PT e a Oi poder ser revertida”, explicou Oliveira. “Mesmo com a Oi e a PT SGPS dizendo que este cenário não é viável, só o fato desta possibilidade estar em debate deixa os investidores nervosos”, concluiu ele.

Segundo analistas, a tentativa de reverter a fusão visa bloquear a venda dos ativos da PT SGPS a empresa francesa Altice. Contudo, advogados afirmam que a reversão tem poucas chances de dar certo, pois iniciaria um processo longo e custoso nos tribunais.

Mesmo com os rumores no mercado, o destino das empresas depende da Assembleia Geral que seria realizada na última segunda-feira e foi adiada para o dia 22. O único ponto a ser discutido na AG é a venda dos ativos da PT Portugal, que passarão para a Oi devido a fusão.

Após a queda de 10%, os papéis da PT SGPS estavam sendo negociados a 0,579 euro na manhã de hoje.

Fonte: http://br.reuters.com/article/internetNews/idBRKBN0KS0UR20150119

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.