América Latina deve triplicar investimentos em conexões 4G LTE nos próximos anos

Por Redação | 05 de Dezembro de 2014 às 16h44
photo_camera Divulgação

A América Latina ainda é a região com menor número de conexões 4G LTE, segundo um estudo da Ericsson divulgado em novembro. Entre os desafios para a região está o baixo desenvolvimento da infraestrutura e falta de investimentos financeiros. Os dados divulgados na pesquisa, no entanto, apontam para uma superação desses desafios na região nos próximos anos e um progresso nas conexões. As informações são do eMarketer.

Os investimentos de empresas de tecnologia e de serviços de comunicações fizeram que as conexões 4G LTE chegassem a 13 milhões este ano na região, considerando celulares, PCs móveis, roteadores, smartphones e tablets. A previsão da Ericsson para 2015 é que este investimento triplique, subindo 184,6% e atingindo 37 milhões de conexões.

conexões 4g tabela

O lucro resultante deste investimento também é elevado e permanece em dois dígitos em todo o período de previsão, ficando atrás neste sentido apenas da região que considera Europa Central/Oriente Médio e África. É esperado que na América Latina atinja 269 milhões de conexões 4G LTE em 2020.

A adoção e expansão do 4G é um dos pontos fundamentais que segundo a Ericsson levará a um crescimento expressivo na transferência de dados de smartphones na América Latina. Segundo o levantamento realizado, este ano o tráfego de dados de smartphones mensalmente na região era esperado para em torno de 223 petabytes (PBs), com aumento anual de dois dígitos esperados até 2020, quando a Ericsson prevê que o tráfego mensal passe a ser de 1361 PBs na região.

O Brasil tem um papel fundamental neste processo. Segundo os dados em 2014, o país tinha 4,3 milhões de conexões 4G LTE, enquanto em 2015 este número deve atingir 9,9 milhões. As estimativas da pesquisa preveem que em 2018 o Brasil tenha 35,8 milhões de conexões móveis 4G LTE.

Com o leilão da faixa de 700 MHz no país que será destinada à tecnologia 4G e mais leilões que devem acontecer no próximo ano para expandir a rede de quarta geração de internet no país, a Ericsson acredita que o Brasil será um dos principais contribuidores para o crescimento regional do 4G LTE.

Fonte: http://www.emarketer.com/Article/4G-Adoption-Speeds-Up-Latin-America/1011668/6

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.