AT&T compra DirecTV de olho no mercado brasileiro

Por Redação | 20 de Maio de 2014 às 14h54

A AT&T (American Telephone and Telegraph) Corporation, principal companhia norte-americana de telecomunicações, fechou no último domingo (18) um acordo para a compra da DirecTV, operadora de TV por satélite dos EUA, numa transação de US$ 48,5 bilhões. E, ao que tudo indica, um dos principais motivadores do negócio é o potencial de crescimento de TV por assinatura e banda larga móvel do mercado brasileiro.

A DirecTV possui cerca de 93% da Sky Brasil. De acordo com o site da revista Veja, em 2013 a empresa tentou adquirir a GVT, da francesa Vivendi, que fornece banda larga, telefonia e TV paga em 149 cidades brasileiras. O negócio, no entanto, teria degringolado pelo baixo valor oferecido pela DirecTV. De olho nesse movimentado mercado que une os serviços de telefonia e TV por assinatura, e que tem crescido com a ascensão da nova classe média, a AT&T estaria planejando, através da aquisição da DirecTV, a compra da TIM, segunda maior operadora de telefonia móvel do Brasil.

Os analistas acreditam que isso pode dar à operadora norte-americana a oportunidade de acelerar o desenvolvimento da DirecTV no segmento de banda larga móvel de alta velocidade no Brasil, ganhando acesso aos 73 milhões de clientes da TIM no país.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"A DirecTV é a melhor opção porque tem uma marca reconhecida na TV paga, a melhor relação com conteúdo e um negócio em crescimento na América Latina. Juntas, ela e a AT&T poderão reforçar a inovação e proporcionar novas escolhas aos clientes", disse o presidente da AT&T, Randall Stephenson, em um comunicado oficial reproduzido na CNN.

A DirecTV tem 18 milhões de assinantes na América Central e América do Sul e é a maior fornecedora de TV paga via satélite da região. Para concretizar o negócio, a AT&T afirmou que venderá sua fatia de US$ 5 bilhões na América Móvil, de Carlos Slim, dona da Claro no Brasil.

Considerada as "jóias da coroa" nos últimos anos, a DirecTV responde por 95% do crescimento da base de assinantes na América Latina. A expectativa é que a empresa arrecade entre 8 e US$ 9 bilhões na região até 2016.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.