4G Americas fala sobre consumo de smartphones e 4G no Brasil

Por Redação | 09.04.2015 às 10:10

Um estudo da IDC Brasil divulgado recentemente revelou que o mercado brasileiro de smartphones cresceu muito em 2014, se tornando o 4º colocado no ranking mundial, atrás apenas de EUA, China e Índia. Foram mais de 70 milhões de aparelhos vendidos por aqui durante o ano passado.

Após a publicação do estudo, a 4G Americas, associação dos principais provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações da Améria Latina, se manifestou sobre o assunto e disse que "o Brasil não pode ser subestimado no mercado latino-americano, uma vez que é o grande impulsionador das novas tecnologias móveis na região".

Através do seu diretor para a América Latina e Caribe, José Otero, a entidade, que conta com Intel, Nokia, Qualcomm e Telefônica no hall de associados, também falou sobre o uso da tecnologia LTE, a 4G, no país. Analisando o estudo da IDC, que diz que 15% dos smartphones vendidos no Brasil em 2014 utilizavam essa tecnologia, a 4G Americas disse que os dados posicionam o Brasil como um mercado-chave para que o 4G comece a ter grande importância econômica.

A instituição afirma que tal aumento da participação do 4G no mercado é essencial para, a longo-prazo, desenvolver a economia dos países latino-americanos. "A redução de preços e maior oferta de dispositivos serão fundamentais para o avanço em toda a região. Sendo assim, os governos latino-americanos devem adotar medidas que incentivem a chegada de novos dispositivos para a maioria da população. Com isso, poderão contribuir para a melhoria da velocidade da internet, que resultará em maior inclusão social, maior abrangência de serviços e aplicações e desenvolvimento econômico e social para suas populações.", afirma a 4G Americas.