Vendas de iPad devem atingir queda recorde em 2017, sugere relatório

Por Redação | 07.12.2016 às 14:56

A Apple está prestes a lançar novos modelos de iPad Pro no primeiro semestre de 2017, mais precisamente em março, mas isso pode não ser o suficiente para impedir que a demanda pelo tablet atinja um novo recorde de queda no próximo ano, segundo um novo relatório.

Citando fontes da cadeia de suprimentos, o relatório afirma que a demanda de chips para o iPad continua a cair, o que significa que as remessas de iPad neste ano podem ter dificuldade em atingir 40 milhões de unidades no total. No primeiro trimestre deste ano já era esperado apenas 9,8 milhões de unidades despachadas, número 39,1% menor que no trimestre anterior.

E as coisas tendem a ficar pior. A previsão é que as remessas do iPad continuem em declínio em 2017, sendo improvável para a Maçã ver novamente um crescimento na demanda por seus tablets até 2018, quando a empresa deverá atualizar os dispositivos com painéis OLED, ainda segundo as fontes.

As projeções vão ao encontro das que o analista da KGI Securities, Ming-Chi Kuo, já havia sugerido recentemente, de que as remessas do iPad devem cair entre 10% e 20% no ano que vem. Ainda segundo ele, os novos dispositivos esperados para março – iPad Pro 2 de 12,9 polegadas; iPad Pro de 10,5 polegadas e iPad de 9,7 polegadas – não influenciarão um grande crescimento neste segmento.

Fonte: Cult of Mac