Microsoft deve dominar mercado de tablets destacáveis em 2020

Por Redação | 13.03.2016 às 11:10

De acordo com a empresa de análise e pesquisa de mercado IDC, as vendas de tablets irão cair 5,9% em 2016, mas os tablets com teclados destacáveis possuem um futuro bastante promissor pela frente. Segundo a consultora, dispositivos como o Surface Book, o iPad Pro e o Pixel C irão tornar o mercado de tablets estável, com crescimento de um dígito em 2017.

A IDC projeta que a a Microsoft é quem mais irá tirar proveito dessa ascensão dos tablets destacáveis no futuro próximo. Os dispositivos com Windows 10, como o Surface Book e o Surface Pro 4 irão representar 74,6% do mercado de tablets destacáveis em 2020, número superior aos 53,3% conquistado em 2016. O crescimento da empresa de Redmond neste setor irá acontecer graças à queda de participação da Apple, que deve ser de 28,5% para 7,3% em 2020.

Os tablets destacáveis com Android, como o Google Pixel C, irão se manter estáveis em participação de mercado, segundo a IDC. A previsão da consultoria é que a participação de mercado desses dispositivos saia de 18,2% em 2016 para 18,1% em 2020.

A Microsoft foi uma das primeiras empresas a lançar no mercado dispositivos destacáveis, como o tablet Surface. Empresas como Dell, HP e Samsung lançaram logo em seguida suas versões, que não tiveram o mesmo sucesso que a linha da Microsoft. Dessa maneira, a empresa mostra-se bem posicionada para o futuro, mesmo com as vendas de PCs encolhendo, já que o mercado de tablets destacáveis se encontra em expansão.

No ano passado, os tablets com teclados removíveis representaram apenas 8% do mercado de tablets, mas esse número deve mudar em 2020, com cerca de 30% dos tablets sendo destacáveis. Os modelos 2 em 1 estão cada vez mais parecidos com os computadores que utilizamos e isso pode salvar a indústria dos PCs, que segue encolhendo ano após ano. Levando em consideração os tablets destacáveis, a queda estimada de 3,1% no mercado de PCs em 2016, transforma-se em um crescimento de 1% a 2%. Não se trata de um grande número, mas ao menos impede o mercado de PCs de continuar a encolher, além de oferecer um novo campo a ser trabalhado pelas empresas do setor.

Fonte: IDC

Fonte: http://www.businessinsider.com/microsoft-beating-apple-in-detachable-tablets-2016-3?utm_source=feedly&utm_medium=webfeeds