iPad original completa cinco anos. Relembre o anúncio feito por Steve Jobs

Por Redação | 27.01.2015 às 15:50
photo_camera Divulgação

Há exatos cinco anos, no dia 27 de janeiro de 2010, o então CEO da Apple, Steve Jobs, apresentava ao mundo um dos dispositivos de maior sucesso da história da empresa. Trata-se do iPad, que mesmo com uma queda significativa em suas vendas nos últimos meses, ainda é referência de tablet. Inclusive, o aparelho foi responsável pela popularização do termo e impulsionou o lançamento de centenas de modelos da categoria.

Quando foi anunciado, o primeiro iPad foi olhado com descrença por analistas e pelos próprios usuários. Muitos questionaram qual a verdadeira utilidade do gadget, que tentava oferecer um meio termo entre um notebook e um smartphone. Houve até quem comparasse o aparelho a um "iPhone gigante". Só que Steve Jobs sabia do potencial do tablet, chamando-o até de "mágico e revolucionário". Quando chegou às lojas, no dia 3 de abrl de 2010, o produto rapidamente foi bem aceito pelos consumidores, tanto pela praticidade quanto pelo custo benefício – nos Estados Unidos, ele custava US$ 499.

Hoje descontinuado, o iPad original vinha com uma tela de LCD de 9,7 polegadas sensível ao toque, com resolução de 1.024 x 768 pixels e densidade de 132 pixels por polegada, o que garantia ao display uma das melhores qualidades do mercado para os padrões da época. Ele também tinha um processador A4 de 1 GHz, capacidade interna de até 64 GB, conectividade Wi-Fi, 3G e Bluetooth, GPS e bateria com autonomia de 10 horas (30 dias em modo stand-by), além de um dos designs mais finos da indústria para aquele tempo, com apenas 13,4 mm de espessura.

Desde a primeira edição, a Apple vendeu mais de 200 milhões de unidades do aparelho e aumentou a família de iPads, que só evoluíram para melhor ao longo dos últimos cinco anos. Entre atualizações anuais e edições mini, o gadget ganhou nove modelos: iPad (1ª geração), iPad 2, iPad (3ª geração), iPad mini, iPad (4ª geração), iPad Air, iPad mini 2, iPad Air 2 e iPad mini 3.

Mesmo tendo conquistado uma legião de fãs desde 2010, o iPad é visto atualmente como um dos possíveis produtos que podem sair do catálogo da Maçã nos próximos anos. Isso porque os últimos lançamentos da empresa, com exceção do iPad Air, não têm animado os clientes como na época em que o primeiro modelo foi revelado, cinco anos atrás. Essa falta de entusiasmo acontece principalmente por causa dos "phablets", uma categoria de dispositivo que fica entre um tablet e um smartphone.

Falando nisso, a própria Apple se rendeu aos gadgets do tipo e anunciou no ano passado o iPhone 6 Plus, uma versão gigante do celular da companhia que atende justamente a essa parte dos consumidores que desejam telas maiores, mas sem chegar ao ponto de terem de optar por um iPad.

Mesmo com um futuro incerto, o iPad certamente está na lista de produtos que reinventaram o mercado de tecnologia em todo o mundo. Relembre no vídeo abaixo como foi a apresentação do primeiro modelo do aparelho, anunciado por Steve Jobs em janeiro de 2010: