Analistas preveem futuro do iPad após queda de vendas em 2014

Por Redação | 28.04.2015 às 09:59
photo_camera Divulgação

O iPad não teve um bom ano em 2014. No último trimestre do ano passado, as vendas do dispositivo fecharam em 21 milhões de unidades, ficando significativamente abaixo do mesmo período de 2013, quando totalizou 26 milhões de unidades vendidas.

Para 2015, as expectativas não são muito positivas. Em fevereiro, a KGI Securities previu que os embarques do iPad vão cair cerca de 52,7% a cada trimestre do ano. O gráfico abaixo, criado pelo Business Insider Intelligence, mostra, a partir de janeiro, como foram as vendas do dispositivo no ano passado:

Gráfico iPad

Por que as vendas caíram?

Um dos motivos que podem justificar a queda das vendas do iPad é o fato de que os smartphones estão ficando cada vez maiores, diminuindo a necessidade do uso de tablets. Porém, segundo analistas, o produto está passando por uma mudança que pode fazer com que ele ganhe popularidade novamente, principalmente no mercado corporativo, mesmo com a intensa concorrência de fabricantes como a Samsung.

Tim Cook, atual CEO da Apple, também acredita que em breve o iPad será mais um gadget de uso corporativo do que pessoal. Recentemente, ele afirmou que o aparelho é "a oportunidade real de trazer mobilidade para as empresas e mudar a forma na qual as pessoas trabalham".

Uma parceria entre a Maçã e a IBM pretende pavimentar esse caminho e o iPad também pode se tornar útil para a área da saúde, principalmente trabalhando em conjunto com o Apple Watch, acessório que conta com diversas possibilidades de colher dados relacionados à saúde.

A próxima geração do iPad deverá vir com uma tela maior e a caneta Stylus, o que deve chamar mais a atenção de profissionais. Porém, mais informações sobre o produto só serão divulgadas em outubro, quando a companhia costuma apresentar seus novos dispositivos.

Fonte: Business Insider