Venda de tablets no Brasil cresce 171% em 2012, afirma estudo da IDC

Por Redação | 27.03.2013 às 17:20

A consultoria IDC divulgou recentemente mais um estudo sobre o mercado móvel no Brasil e registrou que a venda de tablets no país teve crescimento de 171% ao longo de 2012 em comparação ao mesmo período de 2011, quando 1,1 milhão de unidades de tablets foram vendidas no país. A pesquisa mostrou que, somente no quarto trimestre de 2012, foi vendida a mesma quantidade de tablets no Brasil.

Do montante de 3,1 milhões de tablets comercializados no último ano, 77% são equipados com o sistema operacional Android e aproximadamente 50% de todos os dispositivos custaram menos do que R$ 500. Os analistas da IDC afirmam que a entrada no mercado nacional de tablets de baixo custo foi um dos principais motivos para a aceleração do crescimento do setor.

A pesquisa ainda revelou que 88% dos dispositivos vendidos foram para usuários domésticos e 12% voltado para o mercado corporativo. Em comparação com 2011, o mercado doméstico de tablets cresceu 159%, enquanto o corporativo registrou aumento de 303% – os resultados indicam que, desde a chegada dos tablets ao mercado brasileiro, o setor só registrou altas.

Os analistas da IDC também traçaram um comparativo entre o mercado de tablets e de computadores pessoais, mostrando que o país vendeu um tablet para cada cinco PCs ao longo dos últimos doze meses. Em 2011, a proporção era de um tablet a cada 14 computadores pessoais e, para ter uma ideia, nos Estados Unidos, foi comercializado um tablet para cada notebook em 2012.

Além disso, a consultoria acredita que em 2013 serão vendidas 5,8 milhões de unidades de tablets no Brasil, ou seja, 89,5% a mais do que foi registrado no ano anterior. Somente no mês de janeiro, o país registrou a venda de 350 mil tablets, redução de 15% em comparação ao mês de dezembro de 2012.