Apple ainda lidera mercado de tablets, mas cai 16% no primeiro trimestre

Por Redação | 02 de Maio de 2014 às 11h40

O International Data Corporation (IDC) divulgou sua pesquisa trimestral sobre o mercado de tablets e revelou que a Apple permanece em primeiro lugar e Samsung em segundo. A especialista em pesquisas de mercado, no entanto, também revelou que o número de unidades vendidas pela Apple caiu 16,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo os números, as vendas mundiais continuam crescendo, mas, como previram os analistas, a um ritmo bem mais lento.

Neste trimestre foram vendidas 50,4 milhões de unidades, contra 48,6 milhões do primeiro trimestre de 2013. Para se ter uma noção, nos primeiros três meses de 2012, foram vendidos aproximadamente 20 milhões de tablets, ou seja, um crescimento de mais de 140%.

A Apple continua no topo e vendeu 16,4 milhões de iPads no período, contra 19,5 milhões no Q1 de 2013. Já a participação da empresa norte-americana no mercado caiu de 40,2% para 32,5%. Em segundo lugar veio a Samsung, com uma alta significativa, vendendo 11,2 milhões de unidades e com uma participação de 22,3%. No Q1 de 2013 a fabricante sul-coreana havia vendido 8,5 milhões de tablets e era dona de 17,5% do mercado.

Em terceiro lugar ficou a taiuanesa ASUS, que apresentou uma leve queda passando de 2,6 milhões para 2,5 milhões de unidades vendidas, detendo 5% do mercado. Já o grande destaque vai para a chinesa Lenovo, que teve um salto de 224,3% em relação ao mesmo período do ano passado, vendendo 2,1 milhões de tablets, ficando em quarto lugar.

Por fim, quem levou a pior foi a Amazon, cuja participação caiu 47,1% em relação ao mesmo período do ano passado e cujas vendas somaram apenas 1 milhão de unidades.

Vendas Tablets Q1 2014

Fonte: IDC

A explicação para a queda do número de iPads vendidos é o sucesso dos fabricantes de tablets com Android, que têm melhorado a qualidade do hardware, bem como investido pesado em publicidade. Além disso, o período de maiores vendas para a gigante norte-americana são as festas de final de ano.

Esses números são dados preliminares, mas já mostram a tendência que o mercado está seguindo. Desde o final de 2013 as fabricantes vêm experimentando retração no crescimento do mercado, o que mostra que ele pode estar ficando maduro e estável.

“A ascensão dos smartphones com telas grandes e consumidores que permanecem com seus dispositivos atuais por mais tempo foram dois fatores que contribuíram para os números abaixo do esperado” afirma Tom Mainelli, diretor de pesquisas do IDC. “Além disso, o crescimento comercial não foi robusto o suficiente para se sobrepor à redução do consumo”, completa.

Agora o mercado provavelmente se tornará mais competitivo, com aparelhos cada vez mais baratos e com mais recursos, o que levará a uma menor margem de lucro. Com isso, algumas fabricantes poderão até sair de jogo, como tem acontecido com outros segmentos do mercado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.