Um dos erros fatais para qualquer startup

Por Thiago Cid | 05 de Agosto de 2020 às 10h20

Acredito que você já esteja familiarizado com o termo startup, certo? Felizmente ele deixou de ser um tabu, e o mercado já entendeu que não se trata de uma modinha, mas sim de empresas com poder de crescimento rápido e altamente escaláveis.

As startups já nascem questionando o status-quo e se propondo a fazer determinadas coisas melhor do que as empresas tradicionais fazem. E para isso, elas colocam o cliente no centro da estratégia, entendem muito bem que dor estão tentando sanar e o que de fato gera valor para eles. Esse modelo tem dado muito certo e o mercado tradicional tem aprendido com o "jeito startup" de pensar e agir. Mas nem tudo são flores: eu costumo dizer que existe o mundo lindo e a realidade!

No mundo lindo, você faz um PPT incrível e um BP financeiro onde a ideia é realmente genial e inovadora, e seu modelo é sustentável, com margens que nenhum outro negócio tem. No mundo real, quando você coloca sua ideia em prática e testa o fit com o mercado, você começa a entender que não basta ter uma ideia genial e que toda aquela venda fácil e retorno financeiro rápido não existem. O desafio está na operação, não em ter a ideia e tirá-la do papel.

Quando o empreendedor se dá conta disso e vê que o dinheiro é escasso e que sua estratégia de aquisição não está funcionado como planejada, vem um turbilhão de ideias e começa a corrida para mexer no produto, nas campanhas, nas redes sociais e ele esquece o que é o principal para qualquer negócio dar certo: VENDAS!

Pode até não parecer, mas as startups esquecem de vender. Isso não quer dizer que elas não estejam tentando atrair clientes para seus produtos ou serviços, mas elas esquecem de ter um time de vendas ou seus fundadores totalmente focados na estratégia comercial por acreditarem que os usuários se tornarão clientes facilmente.

Nas várias startups e empresas onde atuei, dificilmente vi um negócio dar certo sem ter foco comercial. No mundo lindo basta colocar a ideia genial de pé, comprar anúncios no Instagram, Facebook e Google que a mágica acontece, você gera tráfego e o usuário se trona cliente. No mundo real, as pessoas têm objeções, dúvidas e questionamentos, e nem tudo é claro para eles como é para quem fundou a empresa. Com exceção de serviços 100% digitais, onde o produto é responsável pela conversão e monetização do usuário, é preciso focar em vendas para tracionar o negócio.

Fica aqui a dica para os empreendedores que não querem cometer este erro, que pode levar seus negócios ao fracasso: FOQUE EM VENDAS! Fuja das fórmulas prontas e entenda muito bem qual é o seu modelo de negócios e qual estratégia tem mais aderência com ele. Nem tudo funciona para todo mundo. Com o amadurecimento da marca e modelo de negócios, a tendência é que o esforço comercial reduza um pouco, mas não se engane: ter uma estratégia e um processo de vendas bem definido é fator determinante para o sucesso de uma startup.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.