Startups brasileiras inovam no setor automotivo; veja as principais tendências

Por Redação | 25 de Agosto de 2017 às 11h28

A aceleradora de startups Liga Ventures divulgou dados de um levantamento inédito que mapeou as startups que estão inovando no segmento automotivo. Para chegar aos resultados, foram avaliadas 5.420 startups brasileiras, sendo 193 do segmento automotivo.

Das startups que se enquadram no segmento automotivo, 28% investem na área de logística e transporte, 27% em recursos para mobilidade, 23% em tecnologia automotiva e 22% em tecnologia aplicada.

O compartilhamento de veículos foi apontado como uma das principais tendências para o setor no país. Rogério Tamassia, sócio-diretor da Liga Ventures, explica que a indústria deve encarar essa mudança como uma oportunidade de negócios, e não como uma ameaça.

“O compartilhamento já é conhecido entre consumidores, mas começa a entrar no mundo das empresas. Esta nova cultura de mobilidade vai mudar tudo, incluindo a forma de produzir o veículo, o design, autonomia e durabilidade”, explicou Rogério.

Outra tendência apontada pelo levantamento foi a automação, com empresas trabalhando em tecnologias para carros que ligam e desligam sozinhos, têm o perímetro de utilização predefinido pelo proprietário, dispositivos de check-in e check-out do veículo pelo celular e sensores inteligentes que monitoram toda a frota e comportamento dos motoristas, entre outras.

Deixando um pouco a visão do motorista de lado, a forma de produzir veículos e controlar as frotas também deve mudar, com a adoção da Indústria 4.0 e de sistemas inteligentes de gestão. Tecnologias como realidade aumentada, inteligência artificial e Internet das Coisas passam a entrar no radar das empresas do segmento, com sistemas conectados e dados em tempo real para o monitoramento de processos de qualidade, garantia de conformidade de produção e busca por melhorias e eficiência nas linhas e cadeias produtivas.

Outra novidade são soluções com alto impacto social, como algumas iniciativas de “Smart City” – em que o veículo e o motorista ajudam a identificar e reportar problemas na cidade - e sistemas de educação e otimização do uso de transporte público, coletivo e compartilhado.

Ainda de acordo com o estudo, a região sudeste ainda é a que mais abriga startups do setor AutoTech no Brasil, com 70,9% das empresas baseadas neste lado do mapa brasileiro. O estado de São Paulo abriga 99 startups do ramo, o equivalente a 51% do total indicado pelo estudo. Minas Gerais aparece em segundo lugar, com 29 startups AutoTech (15%).

Startups AutoTech x Localização (Imagem: LigaVentures)