Startup do DF que calcula custos de salões de beleza mira em mais empresas

Startup do DF que calcula custos de salões de beleza mira em mais empresas

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 21 de Outubro de 2021 às 23h40
Reprodução/Firmbee.com/Unsplash

A startup brasiliense B.In Club tem um objetivo valioso para o mundo das micro e pequenas empresas: reduzir seus custos operacionais. Sua plataforma presta um tipo de consultoria tributária, jurídica e de gestão empresarial, para que empresários novatos não realizem gastos desnecessários em taxas. Segundo reportagem do Metrópoles, em certos casos até 80% dos impostos são poupados.

Em outra frente, a companhia também realiza a caminhada de negócios analógicos para o digital. Ela traz, por meio de uma assinatura mensal, serviços como sistema simplificado de contabilidade, automação de vendas no Google e certificação digital.

Alexandre Barros, um dos fundadores da B.In Club, afirmou à reportagem do site que havia focado a atuação da startup em nichos menos impactados pela pandemia de covid, como salões de beleza e clínicas odontológicas, para que passassem a otimizar sua gestão. Mas com o tempo, a plataforma passou a incluir outros serviços e contemplar outros nichos de empresas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Campaign Creators/Unsplash

“Naquele momento [início da pandemia] eu pensei na relação de trabalho entre o salão e o cabeleireiro terceirizado. Nesse cenário, o valor do lucro nem sempre é dividido de forma justa. Para a contabilidade conseguir fazer essa divisão justa, é preciso um sistema onde seja criado uma nota fiscal já mencionando isso, quanto pertence ao salão e quanto é do profissional, por exemplo”, explicou ao Metrópoles.

Para o executivo, o maior diferencial da B.In Club é a capacidade de rastrear todas as entradas e saídas de capital, além de pagamentos de tributos e taxas. “A gente pega o operacional da contabilidade digital e junta com a relação humana do contato com o cliente”, define.

Fonte: Metrópoles

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.