Startup de mineração de dados da web festeja crescimento de 200% em 2021

Startup de mineração de dados da web festeja crescimento de 200% em 2021

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 13 de Janeiro de 2022 às 20h40
Snowing/Freepik

A Crawly, que desenvolve robôs de análise, mineração e automação de dados, comemora os bons resultados do ano passado. A startup afirma que teve um aumento de 200% em projetos recorrentes na comparação com 2020.

Suas soluções são majoritariamente para coleta de dados na internet por meio de web robots, para ajudar companhias na tomada de decisões com agilidade e assertividade. A startup diz seguir as normas de segurança no tratamento de grandes volumes de informações de acordo com o estabelecido na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Fundada em 2017, a empresa tem hoje mais de 20 clientes de diferentes segmentos além do varejo, como logística, financeiras, turismo, mineração e até aviação. Segundo João Drummond, CEO e fundador da Crawly, a expectativa é de fechar 2022 com um crescimento ainda maior: mais de 150% no faturamento em relação a 2021.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Fundada em 2017, a Crawly tem hoje mais de 20 clientes de diferentes segmentos (Imagem: Reprodução/John Schnobrich/Unsplash)

Drummond destaca uma das principais dores de suas clientes: a deficiência na análise de concorrência, na automação de processos e no monitoramento de mercado, principalmente pelos marketplaces e e-commerces.

“A tecnologia hoje é capaz de auxiliar times especializados das empresas, de forma automática, a realizar ações que antes demandavam muito mais recursos, como coleta de preços, geração de informação e alertas para análise de fraudes, levantamento de certidões e processos judiciais, rotinas de compliance, coleta de notícias, acelerar serviços e diversas outras possibilidades de automação”, diz o CEO em comunicado à imprensa.

A startup de Belo Horizonte já tem até uma empresa spin off: a Plexi, plataforma de consulta a dados de portais públicos com operação automatizada. Ela recebeu um investimento de R$ 1 milhão da Elifepar, empresa de participações que investe em negócios B2B. Com isso, a empresa "irmã" irá acelerar o crescimento e faturamento, além de finalizar com um novo produto de e-commerce já em fase de lançamento.

O executivo assegura que a Crawly consegue capturar e processar dados em volume e velocidade milhares de vezes superior à forma manual. "Isso acelera e muito várias iniciativas dos nossos clientes, desde as mais estratégicas como a análise de mercado para tomada de decisões, até as mais focadas em produtividade dos times, como rotinas manuais e repetitivas que são substituídas por robôs”, finaliza Drummond.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.