Na surdina, nova startup concorrente do Uber já é avaliada em US$ 1,5 bilhão

Por Redação | 08 de Novembro de 2016 às 08h00
photo_camera Reprodução

Fundada há dois anos, a startup norte-americana do setor de carros autônomos Zoox permanece sendo uma espécie de mistério no Vale do Silício.

A empresa ainda não colocou oficialmente nenhum produto ou serviço na rua, mas já está chamando a atenção de invstidores e logo pode se tornar uma competidora de peso no setor automotivo, produzindo seus próprios veículos autônomos para uma oferta que deve bater de frente com a Uber.

De acordo com o Wall Street Journal, a companhia recentemente recebeu uma nova rodada de investimentos de US$ 50 milhões do fundo Composite Capital, de Hong Kong, que coloca sua nova avaliação em US$ 1,55 bilhão (ou aproximadamente R$ 5 bilhões). Em junho deste ano, a empresa tinha sido avaliada em "apenas" US$ 1 bilhão, logo após uma rodada de investimento de US$ 200 milhões.

Baseada em Palo Auto, na Califórnia, a Zoox foi co-criada pelo líder da divisão de carros autônomos da Universidade de Stanford, Jesse Levinson, e pelo empreendedor e designer australiano Tim Kentley-Klay. Supostamente, a companhia já teria mais de 100 colaboradores em seu time – incluindo expatriados da Apple, Alphabet e Tesla.

Para se proteger da concorrência, no entanto, a startup tem desenvolvido seus veículos e serviços atrás de portas fechadas, com a expectativa de começar seus primeiros testes beta em mercados selecionados a partir do ano que vem.

"Não estamos construindo um serviço de taxi-robô, estamos realmente criando um serviço avançado de mobilidade. Você pode realmente pensar nisso como a Disneylândia nas ruas de San Francisco, o que significa um veículo que é inteligente o suficiente para entender o ambiente, mas também inteligente o suficiente para entender você – onde você precisa estar, o que você quer fazer no veículo e como você quer se mover ao redor da cidade", explicou Kentley-Klay em outubro passado durante um congresso em Pittsburgh, em um críptico comentário que é a indicação mais próxima que temos até agora do que deverá ser o negócio da empresa.

A nova avaliação da Zoox vem em um momento que o mercado se mostra empolgado com os prospectos futuros do setor de carros autônomos.

Além de projetos como o do Google, que contabiliza mais de 3,2 milhões de quilometros rodados em vias públicas, empresas como a própria Uber e a General Motors, através da recém-adquirida Cruise Automation, já estão fazendo seus próprios testes com veículos que dispensam motoristas e devem acelerar o setor a partir de 2017.

Fontes: Wall Street Journal, Tech Crunch

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!