Investidores brasileiros preferem fintechs, mas investem pouco

Por Redação | 23.06.2017 às 18:01

Uma pesquisa conduzida pela Triple Seven Investiments descobriu que mais de 41% dos investidores brasileiros preferem as fintechs na hora de apostar em um novo negócio, juntamente das edtechs, health care e agritechs. Contudo, ainda apostam baixo.

A pesquisa foi realizada em maio deste ano com 121 potenciais e reais investidores brasileiros, e revelou que 51% deles estão dispostos a investir pouco nessas empresas, com valores de até R$ 100 mil. Os investidores do Brasil preferem diversificar os aportes, apostando nas fintechs (50%), edtechs (48%), health care (45%) e agritechs (40%).

Em suma, o que a pesquisa revela é que o interesse em investir é significativo, sendo que 59% dos investidores já dedicaram algum capital a essa finalidade nos dois últimos anos, e continuam buscando oportunidades, enquanto outros 41% ainda têm a intenção de investir em negócios inovadores.

Ainda assim, apesar de todo esse interesse, os investidores demonstram receio na hora de colocar grandes quantias de dinheiro em startups. Um dos motivos para esta realidade pode ser que, no Brasil, existem outras opções com retornos atrativos.

Fonte: IPNews