Cerca de um terço das startups unicórnio deixará de valer US$ 1 bilhão nos EUA

Por Redação | 22 de Agosto de 2016 às 21h45
photo_camera Business Insider

De acordo com um relatório conduzido pela SharesPost Inc. – plataforma que investe em companhias no estágio pré IPO e analisa o mercado dos unicórnios –, quase um terço das startups tecnológicas com esse status não valerão mais 1 bilhão de dólares nos Estados Unidos. Ou seja, essas companhias perderão o status de unicórnio, que é dado somente para startups privadas do setor de tecnologia que valem US$ 1 bi ou mais.

A análise destacou ainda que o crescimento do capital de risco que tem financiado o crescimento dessas empresas nos últimos anos a elas avaliações incompatíveis de investidores ansiosos. Em todo o mundo, há cerca de 170 empresas com esse status, e sua avaliação passa dos US$ 600 bilhões. Contudo, “nem todas essas companhias continuarão a crescer e estarão no caminho certo”, acredita Greg Brogger, fundador do SharesPost.

Ainda de acordo com o relatório, quase 30% dos 90 unicórnios dos EUA ou se tornarão públicas ou acabarão sendo adquiridas por um valuation menor. Entre 2005 e 2010, apenas de 1% a 2% dos investimentos de risco atingiram a marca de US$ 1 bi em IPO e, assumindo que essa média seja mantida de alguma forma, cerca de 30 unicórnios do país serão forçados a ter um exit menor do que o valor mínimo para a categoria.

Contudo, embora a taxa de sucesso dessas empresas se mantenha na mesma média de vinte anos atrás, os investidores têm ganhado mais dinheiro por terem se tornado mais dinâmicos e investirem mais do que há duas décadas. Brogger compara essa realidade com uma partida de beisebol: “o tamanho de um ‘home run’ é muito maior do que costumava ser, mesmo que a média de rebatidas seja a mesma.”

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.