78% das empresas se sentem ameaçadas por startups digitais, aponta pesquisa

Por Redação | 06.10.2016 às 21:10
photo_camera http://nextecommerce.com.br/construir-uma-startup-de-sucesso

A era das startups digitais chegou, e para ficar. A novas empresas estão mostrando todo o seu potencial com investidores e empreendedores com muita sede de mercado. Tanto que, para as empresas que já estão consolidadas no mercado, as startups são muito mais que apenas embriões: são potenciais concorrentes de peso que, desde a incubação, apresentam um poder de intimidação sobre os concorrentes.

A Dell Technologies acaba de divulgar uma pesquisa que se concentra nesse escopo do mercado, intitulada "Digital Business Research Index". Os resultados mostram que 78% das empresas acreditam que as startups digitais representam uma ameaça para sua organização, seja agora ou no futuro. Esse fenômeno está impulsionando empresas inovadoras e acelerando o declínio de outras. Quase metade (45%) das empresas pesquisadas, globalmente, temem que seus negócios se tornem obsoletos dentro dos próximos três a cinco anos, devido à concorrência de startups da era digital.

Neste cenário, algumas empresas "velhas de casa" já sofrem com o avanço da mudança. Mais da metade (52%) dos líderes de negócios vivenciaram uma interrupção significativa em seus setores nos últimos três anos, como resultado do advento das tecnologias digitais e da Internet das Coisas, e 48% das empresas globais não sabem como será seu setor daqui até 2019.

"Até o momento, a quarta revolução industrial se provou tão brutal quanto suas predecessoras. Se as empresas não conseguirem acompanhar, ficarão para trás... ou pior. A abordagem de 'deixar para amanhã' não funciona", explica Jeremy Burton, Chief Marketing Officer da Dell Technologies.

Fora isso, o estudo também concluiu que:

  • 48% das empresas, em âmbito global, não sabem como será seu setor em três anos;
  • Cerca de 6 entre 10 empresas não são capazes de satisfazer as principais demandas dos clientes;
  • Apenas 5% das empresas podem ser classificadas como "Líderes Digitais";
  • 73% delas acreditam que a transformação digital poderia ser mais difundida;
  • No Brasil, apenas 37% das empresas afirmam não saberem como estará seu setor dentro de três anos, e 38% admitem que podem se tornar obsoletas no período de três a cinco anos – índices de incerteza abaixo das médias globais.

Para concretizar a pesquisa, a Dell entrevistou 4.000 líderes de negócios de empresas de médio a grande porte de diversos setores em 16 países, incluindo o Brasil.

Crise ou um processo desigual?

Frente a um mercado com essas características, a certeza é de que o processo é realmente desigual, já que algumas empresas mal começaram sua transformação digital. Muitas delas, aliás, adotaram uma abordagem fragmentada. Apenas uma pequena minoria está perto de concluir sua transformação.

Segundo as estatísticas do estudo, um a cada três empresários está executando os atributos críticos digitais de negócios adequadamente. Apesar de uma pequena parte das empresas já estar inserida em planejamento e execução totalmente digitalizados, a ampla maioria (73%) admite que a digitalização poderia ser mais difundida em seus processos.

Outra característica da atualidade mostra que cerca de seis a cada dez empresas não conseguem atender às principais demandas dos clientes, como melhor segurança e acesso mais rápido a serviços e informação 24 horas por dia, 7 dias por semana. Quase 2/3 (64%) confessam não atuar com inteligência em tempo real, algo preocupante em uma era com tamanha informação.

"Isso é essencial para o sucesso na era digital. Não atender às expectativas em um mercado tão concorrido pode acionar uma crise digital", acrescentou Burton.