uTorrent pode ganhar sistema de assinaturas pagas

Por Redação | 24.08.2015 às 11:49

Com 150 milhões de usuários mensais, o uTorrent é o cliente torrent mais utilizado do mundo. Esse total representa, também, uma grande oportunidade para monetização, da qual os desenvolvedores da plataforma agora querem aproveitar apostando em um sistema de assinaturas que pode acabar transformando a maneira como o aplicativo é conhecido hoje em dia.

A história é a mesma de quase todos os aplicativos na mesma situação. A gratuidade traz consigo a popularidade, mas, na mesma medida, torna cada vez mais difícil sustentar o crescimento e as atualizações, já que a equipe responsável precisa receber e os servidores devem aguentar toda a pressão. Foi por isso que, nos últimos anos, o uTorrent apostou em um sistema de anúncios e em parcerias com outras empresas para instalação casada de aplicações, uma alternativa que não agradou a nenhum usuário.

Não se sabe ao certo até que ponto as medidas de monetização funcionaram, mas uma certeza a equipe possui: a instalação combinada de outros aplicativos acabou afastando muita gente, deixando o uTorrent com cara de “adware”. Além disso, é uma alternativa que claramente não funciona, já que os usuários de torrent normalmente são um pouco mais avançados e, sendo assim, não “caem” em operações desse tipo, tornando-as ineficazes do ponto de vista financeiro.

É justamente por isso que agora a empresa está começando a testar um sistema de assinaturas para o serviço. Ao longo das próximas semanas e meses, o uTorrent começará a experimentar diversas maneiras diferentes de pagamento, de forma a encontrar a alternativa que melhor funcione tanto para a companhia quanto para seus usuários.

Uma opção, por exemplo, seria o pagamento mensal, anual ou vitalício para acesso à aplicação. Cobrando de todos, a empresa poderia minimizar o valor e garantir uma maior entrada de usuários. Por outro lado, há sempre a alternativa de manter a atual opção monetizada por anúncios, mas com funcionalidades reduzidas, e cobrar para que os utilizadores tenham acesso ao rol completo do sistema.

É uma notícia que não deve agradar à maioria dos usuários, já que o princípio de gratuidade é uma das bases fundamentais de qualquer sistema de torrent. Não dá para ignorar o fato de que tecnologias desse tipo são usadas majoritariamente para downloads ilegais e, sendo assim, indicam que seus usuários não estão lá muito a fim de pagar. Uma noção de respeito aos desenvolvedores, porém, poderia mudar isso, e é justamente isso que o time deseja sentir nessa etapa de experimentação.

Por enquanto, nada confirmado. O uTorrent não confirmou o escopo dos testes nem de que forma eles acontecerão, se limitando a dizer que eles, com certeza, irão motivar as mudanças que acontecerão em breve na plataforma.

Fonte: Torrent Freak