Jornal dos EUA vai usar robôs para escrever sobre Olimpíada do Rio

Por Redação | 05.08.2016 às 13:22
photo_camera VHTrans/ Getty

O jornal norte-americano The Washington Post é conhecido e respeitado por suas grandes matérias e por ter em sua equipe repórteres conceituados. No entanto, a publicação resolveu inovar em sua cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e usar robôs para produzir textos em tempo real.

É claro que muitos correspondentes humanos do jornal vieram ao Brasil para acompanhar os jogos, mas eles terão uma ajudinha tecnológica na hora de liberar notícias mais simples. Usando um software, os textos irão aparecer sem qualquer tipo de intervenção humana não só no website do Post como também em sua conta do Twitter.

A proposta é que seja usado inteligência artificial para a divulgação de informações simples, como a pontuação de cada disputa e o número de medalhas de cada país, deixando para os repórteres do Washington Post histórias mais profundas, complexas e interessantes. Quem diz isso é o chefe da sessão de novos projetos digitais do jornal, Jeremy Gilbert. "Não estamos tentando substituir repórteres, estamos tentando deixá-los mais livres", disse.

Jeremy Gilbert e Sam Han estão encarregados da área de Data Science do jornal, e atualmente contam com uma equipe de três engenheiros trabalhando em tempo integral no software de inteligência artificial do Post, o Heliograf. Jornalistas e outros analistas da empresa também colaboram em tempo parcial para o aprimoramento do serviço.

Os planos são de usar o sistema também para encontrar boas pauta provenientes de bancos de dados ou assuntos em destaque para que os repórteres possam ir atrás e se aprofundar.

Usando alguns dados das Olimpíadas 2012, o Post simulou como o Heliograf trabalhará em postagens do Twitter:

Heliograf Washington Post

O Heliograf também vai trabalhar na cobertura das eleições para a presidência dos Estados Unidos, que acontecerá em novembro. O Washington Post já havia usado o serviço, mas como apoio para os jornalistas nas eleições de 2012. Além disso, o Buzfeed também fez parte de sua cobertura da Convenção Nacional Republicana deste ano utilizando robôs, mostrando que outros veículos também tendem a seguir o mesmo movimento.

Fonte: Recode