Skype ganha nova versão para Chrome e Linux

Por Redação | 13 de Julho de 2016 às 17h36
TUDO SOBRE

Skype

A Microsoft liberou nesta quarta-feira (13) novas versões do Skype para usuários do Linux e Chromebooks. Desse modo, os usuários das novas versões poderão realizar chamadas de voz, videochamadas e enviar mensagens com o Skype em uma interface nova que inclui recursos já presentes em outras plataformas, como novos emoticons e uma interface de compartilhamento de arquivos.

De acordo com a Microsoft, a versão alpha do cliente para Linux é muito diferente da versão antiga, considerada por muitos obsoleta. Essa versão conta com a API ORTC, também presente no Microsoft Edge. "Este é o nosso primeiro passo em nosso caminho para replicar as capacidades ORTC além do Microsoft Edge", explicou a equipe de desenvolvimento do Skype.

Skype para Linux

"A medida que desenvolvemos esta nova versão do Skype para GNU/Linux, é necessário colocá-la a prova, conhecer sua opinião e ajudar a priorizar características", afirmou a equipe. Os desenvolvedores ainda lembraram que o novo cliente para Linux poderá realizar chamadas para o aplicativo de qualquer outra plataforma, menos para as versões anteriores do Skype para Linux.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"A nova versão do Skype em versão alpha utiliza nossa arquitetura da próxima geração de chamadas, podendo chamar seus amigos e familiares que utilizam as últimas versões do Skype para Windows, macOS, iOS e Android, porém, não é possível realizar ou receber chamadas desde as versões anteriores do Skype para GNU/Linux - 4.3.37", afirmou a empresa em comunicado.

A tecnologia ORTC também está presente no site web.skype.com, que permite que os usuários do Chrome possam realizar chamadas a partir do navegador e do sistema operacional do Google sem a necessidade de baixar qualquer plug-in. O novo app do Skype para Chrome também está em fase alpha, o que significa que podem existir algumas falhas e bugs durante a utilização dos recursos.

Com a chegada das novas versões do mensageiro para Linux e Android, a Microsoft quer ampliar o alcance do Skype e transformá-lo em um serviço mais popular e universal. Além disso, o movimento da empresa ressalta o seu interesse de se aproximar da Canonical, empresa desenvolvedora do Ubuntu.

Fonte: Skype

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.