Reuters adota computação inteligente para noticiar mais rápido

Por Redação | 01.12.2016 às 12:28
photo_camera Divulgação

A agência de notícias Reuters desenvolveu uma ferramenta própria para detectar e verificar notícias recentes no Twitter, em um esforço de reportar eventos de forma mais rápida e eficiente.

O software, chamado de Reuters News Tracer, estava em desenvolvimento durante os últimos dois anos e é capaz de analisar tweets em tempo real, separando conteúdos de spam e agrupando as postagens baseados em temas ou palavras semelhantes.

Além disso, o sistema também tem a capacidade de dar graus de credibilidade para as fontes e agrupamentos de posts, se baseando em fatores como localização, identidade, alcance das publicações e repercussões (positivas e negativas).

Resumidamente, a Reuters construiu um sistema capaz de substituir um humano na parte de pesquisa de fontes online e na coleta rápida de informações sobre um tema a ser reportado. Este é o objetivo da empresa, segundo destacou Reg Chua, editor executivo de dados e inovação da agência de notícias.

“Uma grande parte de nosso DNA se baseia na noção de sermos os primeiros, então tentamos construir sistema que possam nos dar uma vantagem em rastrear estas informações com rapidez e escala", afirmou Chua.

A medida da Reuters é mais uma em meio a outras realizadas por empresas de jornalismo, em busca de otimizar suas operações em um cenário onde as redações estão cada vez menores. Outra agência, a Associated Press, experimentou no ano passado o uso de algoritmos de inteligência artificial para escrever notas em seu site. O jornal francês Le Monde usa um sistema próprio de TI para verificar notícias na web e checar se elas são falsas.

Fonte: The Verge