Receita libera programa para declaração do IR 2017

Por Redação | 23 de Fevereiro de 2017 às 09h28

Nesta quinta-feira (23), a Receita Federal liberou o programa para fazer a declaração do Imposto de Renda 2017. A temporada de entrega das declarações começa no dia 02 de março e vai até 28 de abril. O download pode ser feito diretamente pelo site da RF e está disponível em versões para Windows e Linux.

A entrega da declaração do Imposto de Renda 2017 poderá ser feita pela internet, com o programa de transmissão da Receita Federal, online (com certificado digital), no site da Receita, ou por meio do serviço "Fazer Declaração", disponível no aplicativo IRPF para tablets e smartphones (iOS e Android).

Entre as inovações deste ano está a atualização automática do programa gerador de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (PGD IRPF). Agora é possível atualizar a versão do aplicativo, sem a necessidade de baixar novamente o programa. A atualização poderá ser feita automaticamente ao abrir o PGD IRPF 2017 ou pelo declarante, por meio do menu Ferramentas > Verificar atualizações.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

Outra novidade de 2017 está relacionada à inclusão de CPF para dependentes: a obrigatoriedade passa a ser a partir dos 12 anos ou mais, completados até a data de 31/12/2016.

A multa para os contribuintes que não fizerem a declaração ou entregarem fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74, com o valor máximo referente a 20% do imposto devido. Além disso, quanto mais cedo realizar a entrega da declaração, mais cedo receberá a restituição do IR.

Neste ano, são obrigados a declarar os contribuintes que:

  • receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte (como indenização trabalhista), cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado;
  • obtiveram, em qualquer mês de 2016, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • tiveram, em 2016, receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
  • tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • passaram à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro de 2016.

A expectativa da Receita Federal é de receber 28,3 milhões de declarações do Imposto de Renda este ano. No ano passado, foram 27,9 milhões.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.