Quais as características fundamentais para um site conquistar um bom alcance?

Por Colaborador externo | 26 de Setembro de 2016 às 13h12

Por Gabriel Gorski*

No passado, colocar um site na web era um grande desafio. Sem muitas ferramentas para medir o sucesso, o que as empresas realmente queriam era lançar o seu primeiro produto digital e divulgar que se modernizaram. Hoje, os empresários estão cientes de que mais do que estar no ar, um site precisa conquistar um bom alcance. Precisa ser relevante e oferecer uma experiência agradável, confortável, que valorize o aspecto funcional, mas sem deixar de lado o aspecto emocional dos usuários. Algo que possa ser acessado em qualquer hora e em qualquer momento, tanto em desktops, quanto em dispositivos móveis. Que tenha a linguagem clara e adequada ao público, otimizada para favorecer o tráfego orgânico.

Para trilhar este caminho, antes de mais nada, é preciso entender quem é o público-alvo, seu contexto, suas dores e aspirações. O conteúdo deve ser relevante, otimizado para mecanismos de busca (SEO) e a comunicação deve ser feita em tom adequado e familiar ao público. Quanto à navegação, é importante reduzi-la ao essencial para que os usuários possam cumprir seus objetivos sem maiores dificuldades. Procure utilizar elementos já conhecidos e consolidados para acelerar a curva de aprendizado e evite distrair o usuário com elementos desnecessários.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

O desconhecimento do público-alvo, partir de uma ideia que não foi validada, criar funcionalidades que ninguém irá utilizar, aumentando a complexidade do produto de forma desnecessária são algumas das falhas que podem comprometer a experiência. No que diz respeito ao conteúdo, evite utilizar linguagem rebuscada ou inadequada ao público-alvo e leve em consideração as melhores práticas de otimização para mecanismos de busca.

Valorize a hierarquia visual e a organização das informações e evite trabalhar com estilos e tamanhos de fonte que prejudiquem a legibilidade. Procure fornecer feedbacks aos usuários por meio da interface sempre que possível, diminuindo assim as chances de frustração e sensação de que ele está fazendo algo errado.

Conteúdo relevante aliado a uma experiência de navegação agradável e intuitiva, que permita a descoberta de conteúdos de interesse é o que faz um usuário ficar mais tempo em um site. Um outro ponto é buscar estratégias para engajar os usuários, encorajando-os a avaliar, emitir opiniões, produzir conteúdo e interagir com outros usuários. Contudo, quando se trata de um serviço, é bom ficar atento: mais tempo de navegação no site pode significar que os usuários estão com dificuldade de executar determinadas tarefas.

Após o lançamento do seu site, é essencial fazer o acompanhamento do comportamento dos usuários, para entender como eles interagem com a interface. O objetivo desse mapeamento é identificar oportunidades de melhoria, promovendo o constante aprimoramento da experiência.

*Gabriel Gorski é designer de produto da HE:labs, empresa que transforma ideias em produtos digitais web e mobile. Sempre focado na experiência do usuário, busca soluções para problemas reais por meio de interfaces atrativas e intuitivas. Formado em Desenho Industrial pela UFSM, possui mestrado em Mídias Digitais no IADT de Dublin.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.