Linguagem de programação C tem queda histórica em utilização

Por Redação | 30 de Agosto de 2016 às 18h34

A ideia de que as aplicações de agora precisam estar preparadas para rodarem tanto no desktop quanto em celulares e tablets pode estar começando a causar o desaparecimento de uma das linguagens de programação mais antigas, ainda em utilização. O lendário C obteve, em agosto, seu ranking mais baixo dos últimos 15 anos no ranking TIOBE, obtendo uma pontuação de 11.303%.

Trata-se, de acordo com a organização do índex, da pontuação mais baixa já obtida pela C desde que a relação começou a ser publicada, em 2001. Apesar da queda, que vem sendo demonstrada mês a mês desde meados do ano passado, ela ainda é a segunda linguagem mais utilizada do mundo, ficando atrás apenas do Java.

E isso tem um motivo – a primeira colocada está presente no sistema operacional Android e, sendo assim, acaba sendo usada no mundo mobile, bem como em aplicações corporativas e para o usuário final. É o que falta na linguagem C, uma integração com celulares e tablets, o que, para os especialistas do TIOBE, explica a queda cada vez maior dela e o crescimento rápido na adoção de opções como a Go, do Google, ou a Swift, da Apple.

Mas não é como se o desenvolvimento da linguagem C estivesse estacionado, muito pelo contrário. A questão é que os times que trabalham nela preferiram focar na performance e na estabilidade dos softwares desenvolvidos, e não em sua versatilidade. Na medida em que o mundo da tecnologia muda e parece precisar abraçar mais e mais as tecnologias móveis, a tendência é que esse sistema, por mais confiável que seja, acabe ficando mesmo para trás diante de outras opções mais integradas. A falta de um apoiador corporativo também é citada como um desafio na hora de modificar completa a base e criar algo mais adequado.

Entretanto, não é como se a C fosse desaparecer na obscuridade. Uma opção mais desenvolvida da linguagem, a C++, possui as capacidades que faltam na irmã maior. Além disso, a Apple, além do Swift, também conta com o Objective-C, utilizado principalmente no Mac OS X, um sistema operacional que, cada vez mais, apresenta uma aproximação com o iOS.

Aos tradicionalistas, o TIOBE deixa claro que a supremacia da C ainda deve durar alguns anos, e como o mundo da tecnologia está sempre mudando, é bastante possível que ela venha a ganhar força nos anos vindouros. Ainda assim, estamos falando aqui de algo usado há mais de 40 anos na indústria, e como todos sabemos, algumas coisas tendem mesmo a ficarem obsoletas.

Fonte: Business Insider

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!