Biscoitos são usados para ensinar programação para crianças no Japão

Por Redação | 09 de Agosto de 2016 às 14h12
photo_camera Reprodução

A fabricante japonesa de guloseimas Glico inventou um jeito de ensinar programação para crianças usando biscoitos que ela própria produz. Funciona assim: coloca-se os doces numa fila e um app de celular, chamado Glicode, "interpreta" os comandos por meio de uma foto tirada dessa sequência.

Cada biscoito corresponde a um ou mais comandos. O Pocky, por exemplo, é um doce alongado e 80% revestido de chocolate, mas, no Glicode, significa que o personagem dentro do app deve se deslocar. Se você colocar o biscoito com parte de chocolate para a direita, por exemplo, o bonequinho anda para esse lado.

Assim, formando uma fila de biscoitos, os comandos são realizados sequencialmente. Também é possível fazer o personagem subir em uma plataforma, pular um bloco à frente ou aumentar e diminuir de tamanho. E para aumentar um pouco a complexidade, existem instruções de repetição, em que um bloco de comandos é executado mais de uma vez, e condicionais, em que as declarações são realizadas somente se uma condição for preenchida.

Deve ser por essas e outras que os asiáticos estão sempre bem à frente quando o assunto é matemática e pensamento lógico, pois até guloseimas são utilizadas para ensinar códigos de programação. E que jeito delicioso de aprender.

Fonte: Glico

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.