Rede social de filmes aposta em open source no Windows Azure

Por Colaborador externo | 25.04.2014 às 08:56

por Alessandro Jannuzzi*

A Stayfilm, inovadora rede social para compartilhamento de filmes com trilhas sonoras, efeitos e qualidade de cinema, criados a partir da seleção automática de fotos e vídeos das redes sociais e dos arquivos pessoais, apostou no open source em Windows Azure para otimizar e entregar os seus processos de produção.

Para transformar o Stayfilm em realidade, foi necessário desafiar as barreiras já conhecidas de integração de tecnologias e desenvolvê-las de forma totalmente conjunta e sicronizada, estruturando um time com diferentes especialidades e contando com plataformas tão modernas quanto a própria ideia do projeto. “A quebra de paradigmas tanto técnico quanto conceitual aos profissionais de cinema, ferramentas de socialização online e a qualidade indispensável da entrega do filme foram premissas perseguidas sempre. Mas hoje, ver acontecendo essa produção dos filmes de forma automática, integrando Facebook, Instagram, Flickr junto a upload de fotos e vídeos dos usuários, da forma mais simples e rápida possível mostra que conseguimos reinventar também na estrutura de TI”, relata Daniel Almeida, CSO e idealizador da empresa.

Proporcionar a produção e a renderização de vídeos no mais curto espaço de tempo foi um dos maiores desafios encontrados e ele se torna ainda maior quando adicionamos a sustentação da rede social, com a ativação de outras redes e o atendimento aos usuários distribuídos no mundo, com a obrigação de resposta da forma mais rápida possível. Para viabilizar esses processos foi implementada uma estrutura híbrida de serviços na solução de cloud Microsoft Windows Azure e servidores físicos, além de softwares Open Source e proprietários e um framework interno de geração de vídeos.

“Descobrimos a partir de experimentos de performances que a única forma de realizar o trabalho de forma rápida e escalável foi mesclando diversas tecnologias e a plataforma Windows Azure se mostrou o ambiente adequado para permitir essa possibilidade.”, conta Leandro Ferreira, Head de Operações do Stayfilm.

Com uma aplicação Web em PHP rodando em Worker Rolls do Windows Azure que por sua vez conversam com servidores do banco de dados Cassandra em virtual machines Linux Ubuntu, são geradas as informações utilizadas pelo ponto crítico do framework interno próprio de geração de filmes, suportado pelo Windows Server em servidores físicos e com monitoramente constante pelo Zabbix.

E pensando ainda nessa estrutura, as vantagens de integração e a capacidade do Windows Azure em suportar soluções heterogêneas foi decisiva no processo atual de trabalho. Como todas as plataformas utilizadas conversam entre si com protocolos padrões de rede, a mistura de softwares Microsoft com tecnologias Open Source e softwares criados dentro da companhia foi suave, transparente e muito produtiva pois puderam se beneficiar do melhor de cada tecnologia sem problemas de comunicação ou de interoperabilidade. Dessa forma, a equipe multidisciplinar ficou livre para utilizar os softwares que mais se sentiam confortáveis para resolver cada etapa do projeto. “Uma liberdade que muitas vezes é a parte mais valiosa da estrutura toda. E quando se entende isso, fica nítida como a oferta de nuvem da Microsoft é inteligente e completa” finaliza Douglas Almeida, CEO da empresa.

* Alessandro Jannuzzi é Gerente de Estratégias de Plataforma na Microsoft.